Deck em madeira de reflorestamento, paisagismo com irrigação e reaproveitamento da agua da chuva, trazem a natureza para a cozinha gourmet. Interior Design Myrna Porcaro. Foto: Daniel Mansur
Decor Myrna Porcaro

Sustentabilidade e responsabilidade no Design

A sustentabilidade é uma das principais preocupações na arquitetura e no design de interiores contemporâneos. A demanda por práticas de design sustentável tem crescido nos últimos anos, o mercado tem se dedicado a desenvolver novas soluções para tornar os edifícios mais sustentáveis.
Sending
User Review
0 (0 votes)

Design biofílico: O design biofílico incorpora elementos da natureza nos espaços construídos para melhorar a qualidade de vida das pessoas que utilizam esses ambientes. Exemplos incluem jardins verticais, paredes de musgo e sistemas de irrigação que utilizam água reciclada. Um jardim vertical nas paredes externas também diminui a incidência de raios solares, diminuindo o consumo de ar condicionado.

Reutilização de materiais: A reutilização de materiais é uma das principais formas de reduzir a pegada de carbono da construção. Os arquitetos estão cada vez mais utilizando materiais reciclados e reutilizados, como madeira recuperada e metal reciclado, para minimizar o impacto ambiental da construção.

Nesse Living em uma casa de campo, as paredes foram revestidas com toquinhos de madeira das galhas caídas. Interior Design Myrna Porcaro. Foto: Daniel Mansur

Sistemas de energia renovável: O uso de sistemas de energia renovável, como painéis solares e turbinas eólicas, está se tornando cada vez mais comum na arquitetura e no design de interiores. Esses sistemas podem reduzir significativamente o consumo de energia de um edifício, tornando-o mais eficiente em termos de energia.

Iluminação natural: A utilização de iluminação natural é uma das formas mais eficazes de reduzir o consumo de energia em um edifício. Os designers estão utilizando técnicas de design que maximizam a entrada de luz natural, como janelas grandes e claraboias, para reduzir a necessidade de iluminação artificial.

Ampla zenital atravessa a cobertura dessa casa adiando em muitas horas a utilização da energia. Arquitetura e Interior Design Myrna Porcaro. Foto: Jomar Bragança

Sistemas de captação de água da chuva: Sistemas de captação de água da chuva são uma forma eficaz de reduzir a necessidade de água potável. Esses sistemas coletam água da chuva e a utilizam para fins como irrigação e descarga de banheiros, reduzindo a quantidade de água potável que um edifício precisa consumir.

Design passivo: O design passivo é uma técnica de design que maximiza o uso de recursos naturais, como o sol e o vento, para reduzir a necessidade de energia. Exemplos incluem a utilização de materiais de construção que retêm o calor e a orientação do edifício de forma a maximizar a entrada de luz solar.

Exemplo de como se pode aproveitar os telhados para Zenitais e diversos equipamentos de energia solar como mantas e placas. Projeto Myrna Porcaro. Foto: Jomar Bragança

Essas são apenas algumas das inovações de sustentabilidade que estão sendo incorporadas na arquitetura e no design de interiores. À medida que a demanda por práticas de design sustentável continua a crescer, é provável que novas soluções inovadoras sejam desenvolvidas e nosso mundo vai se tornando mais sustentáveis.

A sustentabilidade também pode e deve ser incorporada na decoração de residências, ajudando a reduzir o impacto ambiental e criar ambientes mais saudáveis e agradáveis de se viver. Inserir a sustentabilidade no seu endereço residencial nunca foi tão chique e econômico.

Revestimentos e móveis em bambu, iluminação em led dimerizada e a parede verde viva são ótimos exemplos de soluções sustentáveis. Interior Design Myrna Porcaro. Foto: Daniel Mansur

É possível criar uma decoração sustentável seguindo vários estilos, do contemporâneo ao mais clássico de todos. Opte por materiais naturais e sustentáveis, como bambu, madeira de reflorestamento, algodão orgânico, linho, seda e outros materiais reciclados. Além disso, escolha móveis e objetos decorativos fabricados com materiais sustentáveis, como vidro reciclado, metal, papelão e outros.

Reduza o consumo de energia: Utilize lâmpadas de LED, que consomem menos energia do que as lâmpadas incandescentes, e aproveite a luz natural, abrindo as janelas e cortinas. Além disso, escolha eletrodomésticos e equipamentos eletrônicos com baixo consumo de energia e desligue-os quando não estiverem em uso.

Iluminação em Led e cortinas em algodão cobrem as janelas para auxiliar o conforto térmico. Interior Design Myrna Porcaro. Foto: Daniel Mansur

Utilize plantas e flores: As plantas e flores não só ajudam a melhorar a qualidade do ar, como também podem ser usadas para decorar a casa de forma sustentável. Escolha plantas que não precisem de muita água e luz solar para sobreviver e opte por vasos feitos de materiais naturais, como cerâmica, madeira ou de materiais reciclados.

Escolha tintas e revestimentos sustentáveis: As tintas e os revestimentos podem conter produtos químicos nocivos à saúde e ao meio ambiente. Escolha tintas com baixo teor de compostos orgânicos voláteis (COVs) e revestimentos fabricados com materiais sustentáveis, como a cortiça.

Utilize cortinas e tapetes de tecidos naturais: As cortinas e os tapetes podem ser feitos de tecidos naturais, como algodão, lã e seda. Esses materiais são mais sustentáveis do que os sintéticos e têm uma aparência mais agradável e natural.
Opte por elementos e acabamentos de baixo impacto ambiental, produtos desenvolvidos a partir de resíduos, por exemplo, contribuem para minimizar o impacto ambiental, e ainda fomentam uma cadeia de empregos na área da reciclagem que favorece economias locais e várias famílias.

Mobiliário de design, pérgola com estrutura de madeira certificada e vidro, destaque para a escultura de Bia Dória produzida a partir de raízes descartadas dos mangues. Interior design Myrna Porcaro. Foto: Daniel Mansur

Existem diversas linhas e coleções de peças com decoração sustentável, revestimento, móveis e eletrodomésticos que são desenvolvidos nos princípios da sustentabilidade, como boiseries são requadros utilizados para criar painéis nas paredes, e são muito utilizados em decorações clássicas. O fator interessante fica por conta do material utilizado, o poliestireno que é reciclado a partir de embalagens de isopor; painéis ripados são ótimos para uma decoração sustentável e podem ser utilizados em diferentes tons, estilos, trazem contraste e volume para os ambientes. Quando são feitos com pinus de reflorestamento, contribuem para que o impacto no meio ambiente seja mais controlado.

Restaurar móveis antigos também é uma forma de aumentar o tempo de vida útil desses elementos tão fundamentais para a decoração e, além de tudo, traz mais personalidade para a decoração.

Móveis da família ou de estilos antigos combinados com elementos, traços e texturas modernos, garantem um charme e aconchego para o imóvel.

Nesse terraço aproveitamos móveis herdados de família. Foram lixados, reformados e repaginados deixando o teraço super charmoso. Interior Design Myrna Porcaro. Foto: Daniel Mansur

O paisagismo também pode trazer soluções inteligentes e sustentáveis para seu imóvel como o jardim vertical, que pode diminuir o consumo de energia da residência, além de deixá-la mais bonita. Outra dica é optar por claraboias para aproveitar a luz natural e fazer jardins de inverno, trazendo o verde para dentro de casa e ajudar na purificação do ar.

Percebe que é possível criar uma decoração sustentável sem ter que abrir mão do seu estilo? A dica principal é escolher um profissional da Arquitetura e Design atualizado que possa selecionar e trazer para o seu projeto soluções e produtos bonitos, eficientes e principalmente sustentáveis em todos os níveis. É possível criar projetos e ambientes elegantes e aconchegantes e colaborar com a saúde do nosso planeta.


Por Myrna Porcaro. Interior Designer na Flórida onde assina diversos projetos residenciais. Para conhecer mais seu trabalho, visite o site myrnaporcaro.com ou Instagram @myrnagondimporcaro

Comente

Clique aqui para comentar

Advertisement

Agenda de Eventos Acontece

Taxa de câmbio

Taxas de câmbio USD: sáb, 24 fev.

Advertisement

Advertisement

Categorias

You cannot copy content of this page