Programe-se

Joaquina e a luta de Tiradentes

Contabilidade
Sending
User Review
0 (0 votes)

Nas veias de Joaquina (Mel Maia) corre o mesmo sangue de Tiradentes (Thiago Lacerda), o mártir da Inconfidência Mineira. Em 1792, Tiradentes é considerado um traidor da Coroa Portuguesa. Como filha deste homem, Joaquina carrega consigo o peso de ser descendente de um condenado a forca. Porém, também carrega o olhar sonhador e a admiração pelo pai que, para ela, é o seu herói.
A menina cresce em uma casa simples. Uma mãe amável e rígida ensina-a que a vida é difícil, os pés precisam estar no chão e as mãos na terra. Sonhar é um luxo para poucos. Antônia (Leticia Sabatella) aprende com Tiradentes (Thiago Lacerda), pai de Joaquina, como arrancar os dentes das pessoas. Com isso, garante o sustento da pequena. Mas os olhos de Joaquina tem a profundidade de quem acredita demais, uma determinação inquietante. Algo que Antônia só viu nos olhos do homem que amava, mas com quem não pôde contar. A filha não sabe da luta do pai com os inconfidentes. Mas ainda criança aprende com ele uma das principais lições de sua vida: todos os homens e mulheres são livres. Vez ou outra, ele aparece às escondidas e ensina para a filha um pouco de suas crenças. Ensinamentos que Joaquina leva dentro de si para a vida toda.
O alferes Tiradentes acabara de voltar do Rio de Janeiro, onde recebeu o livro da Declaração de Independência da América das mãos de Joaquim Maia e Barbalho, aquele que se esconde sobre o nome de Vendek (Gabriel Chadan). A obra é proibida na colônia, mas importante para reforçar o movimento dos inconfidentes com ideais de libertação e igualdade. Como principal nome da Inconfidência, Tiradentes quer livrar o Brasil dos mandos e desmandos de Portugal custe o que custar. Por isso, assume o risco de ir buscar o livro.
No caminho para Vila Rica, é cercado pelo bando de Mão de Luva (Marco Ricca) e perde o livro para o salteador. Virgínia (Lilia Cabral), que o aguarda em seu cabaré, se assusta quando Tiradentes chega, mas sem a obra. De qualquer forma, o alferes reforça que o livro por si só não leva ninguém a nada. Se ali tem palavras de liberdade que podem ser disseminadas para incitar o povo, ele acredita que para atingir essa situação, eles precisam passar pela luta, começar a se armar. Mas Virginia o alerta e diz que ele fala demais e ainda acabará morto por sua língua comprida.

Crédito: Globo/João Cotta
‘Liberdade, Liberdade’ tem previsão de estreia no canal internacional da Globo na segunda-feira, dia 11, nas Américas, terça-feira, dia 12, no Japão e Austrália e, segunda-feira, dia 18, na Europa e África. É uma novela de Mario Teixeira baseada em argumento de Marcia Prates, livremente inspirada no livro ‘Joaquina, Filha do Tiradentes’, de Maria José de Queiroz. O texto tem a colaboração de Sérgio Marques e Tarcísio Lara Puiati. A direção artística é de Vinicius Coimbra.

Advertisement

Agenda de Eventos Acontece

Taxa de câmbio

Taxas de câmbio USD: sáb, 18 maio.

Advertisement

Advertisement

Categorias

plugins premium WordPress

You cannot copy content of this page