Foto: karl-fredrickson-GEJxI_QRPwM-unsplash
Business

Você já ouviu falar do Transtorno de Déficit de Natureza (TDN)?

Sending
User Review
0 (0 votes)

O Transtorno de Déficit de Natureza (TDN) é descrito pela literatura desde 2005, quando foi intitulado pelo pesquisador norte-americano Richard Louv, cofundador do Children e Nature Network, em Minnesota, nos EUA e autor do livro “A última criança na natureza”. O TDN inclui uma lista de transtornos mentais oriundos de um estilo de vida sedentário, sem contato direto com a natureza, incluindo obesidade, hiperatividade, problemas de atenção, problemas vasculares. Embora não seja ainda um termo médico, seus sintomas são diagnosticados com frequência em crianças com menos de 12 anos de idade e ficou em maior evidência após o período da pandemia.
O transtorno vem sendo pesquisado por diversas áreas como educação, medicina, psicologia e neurociências. Quando não ocorre intervenção contrária, com a evolução do TDN, os indivíduos sofrerão na vida adulta com problemas de ordem social, comportamental, bem-estar físico e mental.

O contato com a natureza, especialmente entre os 0 aos 9 anos de idade, permite um desenvolvimento integral saudável dos indivíduos, tanto fisicamente como mentalmente. O contato com espaços naturais melhora as capacidades executivas, como planejamento, controle inibitório, atenção, tomada de decisão, formação de novas memórias e liberação de neurotransmissores que causam sensação de relaxamento e bem-estar.

Foto: karl-fredrickson-GEJxI_QRPwM-unsplash

O que fazer?

Médicos norte-americanos estão recomendando caminhadas e brincadeiras em parques como terapia complementar no tratamento do Transtorno de Déficit de Atenção e Hiperatividade, como relato feito pelo Dr. H. Russell Searight, do departamento de psicologia da Universidade de Sault Saint Marie, em Michigan. Manual elaborado pelo Grupo de Trabalho em Saúde e Natureza, da Sociedade Brasileira de Pediatria, recomenda que o brincar na natureza atua na prevenção à miopia, diminui a ocorrência de distúrbios do sono, reduz a ocorrência de depressão, aumenta de maneira quantitativa e qualitativa a aquisição da linguagem.

O início de um novo ano é também tempo de novas resoluções. A constatação deste transtorno evidencia que a promoção de discussões e medidas sobre as relações entre saúde e natureza, nos âmbitos da educação, saúde e família são fundamentais para inserção dos benefícios do contato com a natureza. Com isso, agimos na prevenção de transtornos mentais, principalmente para as crianças.

Por Viviane Oliveira de Melo

Advertisement

Agenda de Eventos Acontece

Taxa de câmbio

Taxas de câmbio USD: sáb, 20 jul.

Advertisement

Advertisement

Categorias

You cannot copy content of this page