Foto: Pexels/Anna Shvets
Vida e Saúde

Verão e inteligência emocional: A influência do Mindfulness na sua temporada

Rebeca Macedo é mentora de Inteligência Emocional @encontrandosuasestrelas
Contabilidade
Sending
User Review
5 (1 vote)

Você quer redução do estresse e ansiedade, melhora o sistema imunológico, dormir melhor, produzir mais, melhores relacionamentos, passa a enxergar as coisas como são e não como imagina que seja. Melhorar a abordagem à administração de raiva e ressentimentos, reduzir os riscos de depressão, melhora a percepção da dor, empatia e conexão, melhora criatividade, etc.? Então, vamos desmistificar o mindfulness.

E o que é o Mindfulness?

Mindfulness pode ser entendido como o poder que a sua mente pode desenvolver de controle sobre a sua capacidade de concentração, nas atividades, nas experiências o no momento presente. Mindfulness é traduzido como Atenção Plena, e resume-se a trazer a atenção para o que acontece no momento, mas de modo especial: sem ‘brigar’ com a realidade, é aceitação em não desperdiçar energia reclamando quando não há nada que fazer. É deixar de lado o descontentamento e apreciar o que deve ser apreciado e melhora a habilidade de perceber o que precisa ser mudado e são inúmeros benefícios que veremos adiante.

Você também acha que o mindfulness é coisa de religião oriental?

Mindfulness é uma prática que vai além das religiões orientais e é amplamente adotada na saúde pública, inclusive no Brasil. Jon Kabat-Zinn, um médico residente no no MIT (Massachusetts Institute of Technology), observou que a comunidade budista apresentava menos doenças, despertando seu interesse pela atenção plena. Ele descobriu que essa prática fortalecia o sistema imunológico. Kabat-Zinn decidiu eliminar qualquer conotação religiosa e desenvolveu o MBSR (Redução do Estresse Baseada em Mindfulness), curso para reduzir o estresse. Ele ajudou pacientes que não respondiam aos tratamentos convencionais e fundou uma clínica especializada em redução do estresse. O mindfulness é aplicado em diversos países, como o Reino Unido, onde reduz significativamente a recorrência da depressão. No Brasil, o mindfulness é aplicado na saúde pública. A Escola Paulista de Medicina o utiliza no SUS. Kabat-Zinn até influenciou os campeões de basquete do Golden State Warriors. Sua abordagem é reconhecida mundialmente e comparada a nomes como Darwin e Einstein por professores da Universidade de Oxford.

E onde entra a ligação do Mindfulness e Inteligência Emocional?

Mindfulness melhora a inteligência emocional ao aumentar a consciência e clareza das emoções no momento presente. Ao praticar a atenção plena, a pessoa se torna mais consciente de seus sentimentos, o que permite um melhor autoconhecimento e regulação emocional. Isso resulta em respostas mais compassivas e adequadas diante das situações desafiadoras da vida.

Para praticar a atenção plena, é importante ter determinação e comprometimento, pois os resultados podem demorar a aparecer. Comece dedicando alguns minutos diários para a meditação, focando na sua respiração. Comece com 5 a 10 minutos e vá aumentando gradualmente. No entanto, sabemos que é difícil acalmar a mente, então aqui estão algumas outras dicas práticas:

Sinta a textura das frutas, cheire e saboreie lentamente. Foto: Pexels/Gustavo Friong.

1) Meditação de 3 minutos: Foque na respiração, sinta o ar entrando e saindo, diminua a velocidade da expiração. Acalma o ritmo mental e reduz a ansiedade.

2) Escove os dentes com atenção: Pare, observe o rosto, foque nos movimentos da escova, sinta a espuma, o gosto, o frescor. Evite distrações, acalme corpo e mente. 

3) Quebre a rotina: vá ao cinema sem planejar, assista a um filme diferente sem expectativas. Explore caminhos e lugares novos. Observe detalhes. Repita essas mudanças diariamente e perceba os efeitos emocionais. Hábitos repetitivos constroem rotinas desgastantes. Essa prática desenvolve adaptabilidade e aceitação.

4) Caminhada com proposito: Foco no presente. Sinta os passos e a sensação dos pés no chão. Diminua o ritmo. Observe o sol, o clima e respire. Este exercício reduz a pressa no dia a dia.

5) Gratidão na palma da mão: Conte diariamente dez coisas pelas quais é grato. Qualquer coisa, mesmo que seja difícil chegar a dez. Reconheça pequenos elementos e alimente a gratidão.

6) Atenção plena na alimentação: Evite distrações ao comer. Observe as cores dos alimentos. Mastigue devagar e aprecie os sabores. Comer com calma reduz a agitação mental e melhora a saúde. Estimula a função dos intestinos e facilita a digestão. Transforme isso em um hábito.

7) Medite com compaixão: Visualize pessoas amadas, indiferentes e com dificuldades de relacionamento. Direcione compaixão a elas, gerando emoções positivas como perdão e empatia. Abra seu coração e mente. Pratique para colher benefícios.

8) Os sons a sua volta: feche os olhos e ouça os sons ao redor. Foque no zumbido contínuo como uma linha fixa. Perceba os sons dos carros, conversas, pássaros, vento, etc. Imagine cada som em uma faixa cerebral diferente. Continue observando até a mente se acalmar e detalhes sonoros distantes se tornarem nítidos. Essa meditação acalma a mente e ativa os sentidos.

9) Meditação com fruta: sinta a textura, cheire e saboreie lentamente. Mastigue até se tornar uma pasta. Esteja presente nas sensações. Sinta o gosto restante e o hálito. Ativa os sentidos, foco e presença.

10) Escaneamento corporal: Perceba as sensações em todas as partes do corpo, dos pés para a cabeça. Consciência das vibrações, pulsos, calor, frescor e toque da roupa na pele. Estenda a respiração por todo o corpo. Ideal antes de dormir e relaxar.

Agora é com você, aproveitar o verão com todas essas dicas e melhorar sua qualidade de vida.

Advertisement

Agenda de Eventos Acontece

Taxa de câmbio

Taxas de câmbio USD: sáb, 25 maio.

Advertisement

Advertisement

Categorias

plugins premium WordPress

You cannot copy content of this page