Programe-se

Ultramaratona do deserto do Atacama é o último desafio de Carol Barcellos e Clayton Conservani no ‘Planeta Extremo’

Sending
User Review
0 (0 votes)

Mais de 250 km de corrida, em apenas seis dias, por um dos desertos mais secos do mundo. E os corredores ainda precisam carregar na mochila o que vestem, usam e comem por todo o trajeto. Esta é a ultramaratona do deserto do Atacama, no Chile, uma prova de sobrevivência no último episódio do ‘Planeta Extremo’. Carol Barcellos e Clayton Conservani largam a 3.000 metros de altitude e cruzam dunas, rios e planícies de sal. A variação de temperatura é o maior desafio da prova. Eles enfrentam de dia um calor que pode chegar a 45 graus e, à noite, um frio de zero grau.
Neste cenário, a dupla encara o pior do deserto, mas também descobre histórias emocionantes de companheirismo e superação. Neste tipo de competição o que mais importa é a força da mente, o psicológico. “Fisicamente, o episódio em que mais senti dificuldade foi a ultramaratona do Atacama. Fiquei destruída. Mas, o mais importante de tudo, trouxemos uma bela história para contar, uma das mais bonitas da temporada do Planeta Extremo”, conta Carol.
Clayton concorda com a parceira. “A ultramaratona foi a tarefa mais difícil da segunda temporada. Pés machucados, bolhas, frio intenso, altitude no deserto mais seco do planeta. A parceria com a Carol foi fundamental para seguirmos até o fim. Cada hora um era o psicólogo do outro durante as longas etapas”, finaliza Clayton.
O último episódio desta temporada do ‘Planeta Extremo’ vai ao ar no canal internacional da Globo neste domingo 10 de abril, nas Américas, dia 11, no Japão e Austrália e, domingo, dia 17, na África e Europa.

Crédito: Globo/Divulgação

Advertisement

Agenda de Eventos Acontece

Taxa de câmbio

Taxas de câmbio USD: dom, 14 abr.

Advertisement

Advertisement

Categorias

plugins premium WordPress

You cannot copy content of this page