Business

Solidariedade e humanidade: no mês do amor, como vai sua rede de relacionamentos?

Sending
User Review
0 (0 votes)

A vida diária transcorre normalmente em nossa sociedade com todos os seus problemas e fragilidades, com todas as suas glórias e vitórias, e o mais importante nessa vida diária é como as relações se estabelecem, como elas se fortalecem ou como se estremecem. É bem verdade que o momento atual mudou a vida de milhares ou milhões de pessoas no mundo, que se viram diante de situações inusitadas ou até então impensadas, mas também é verdade que antigos valores foram retomados. Como é possível estabelecer uma nova vida diante de velhos hábitos?

Diante de tudo que aconteceu e acontece é imprescindível pensar o convívio em sociedade sem adotar determinadas formas de se viver, e podemos citar que entre elas está a solidariedade. Porém, solidariedade não é uma palavra restrita aos necessitados, principalmente financeiramente. As pessoas mais abastadas podem necessitar da solidariedade de outros em diversas situações, afinal inclusive podem sofrer de carência emocional. E bem sabemos que o dinheiro pode comprar muito, mas não compra amor, reciprocidade, verdade, carinho (…)

Com certeza podemos afirmar sem medo e sem sombra de dúvidas que a solidariedade é um ato humano nobre e necessário diariamente para que tudo possa andar de forma concatenada.

Ser solidário significa ser reciprocamente responsável, colaborando efetivamente com o próximo e entendendo que essa generosidade retorna para cada um que pratica a solidariedade. Bondade, generosidade, colaboração, boa intenção e ajuda são sentimentos que nos incitam a compaixão e compreensão dos sentimentos de todos. É ser um contribuinte sem esperar que algo similar ocorra em troca.

Costumamos dizer que pequenos gestos são extraordinariamente eficazes para transformar as pessoas e as circunstâncias em que se encontram. A pesquisa de Banerjee, Duflo e Kremer, ganhadores do Prêmio Nobel da Economia, mostra a pobreza como um problema multidimensional, que ultrapassa a falta de recursos financeiros.

As mudanças de micromundo são possíveis, nós podemos ajudar instituições, ser voluntários em algum projeto, doar roupas, objetos, doar sangue, ou simplesmente incentivar quem faz isso, encorajando-os e dizendo que acreditamos nesse trabalho solidário realizado, mas sempre que fizer qualquer desses atos é necessário que seja verdadeiro.

Ao contrário do que muitos pensam, ser solidário e ter esse valor como direcionamento de vida vai muito além de ser nato ou inato, está também focado no desenvolvimento de atos simples como empatia ou uma boa escuta. É muito importante estar bem consigo mesmo e conhecer a si mesmo para poder entrar nessa concepção de vida de ser solidário.

Venha e faça parte de uma sociedade possível, e que a única bandeira possa ser igualdade e equidade com respeito aos diferentes HUMANOS. E por último lançamos uma pergunta: de qual rede de relacionamentos você quer fazer parte? Daqueles que ajudam no desenvolvimento de um mundo mais justo e igualitário ou daquele grupo que apenas faz seu crescimento a partir da exploração dos outros?

Advertisement

Agenda de Eventos Acontece

Taxa de câmbio

Taxas de câmbio USD: dom, 23 jun.

Advertisement

Advertisement

Categorias

You cannot copy content of this page