Programe-se

‘Profissão Repórter’ registra devastação provocada por terremoto no Equador

Contabilidade
Sending
User Review
0 (0 votes)

Já era noite de 16 de abril quando o noroeste do Equador tremeu, próximo à Colômbia. A intensidade daquele sismo foi tão grande – 7,8 na escala Richter – que pôde ser sentido em todo o país, apesar de seu epicentro ter sido registrado a 28 quilômetros da costa e a 20 quilômetros de profundidade. Diante do pior terremoto das últimas três décadas do Equador, quase 700 pessoas morreram e mais de 30 mil ficaram desabrigadas.
O ‘Profissão Repórter’ chega a um dos lugares mais devastados pela força da natureza. Caco Barcellos e o repórter cinematográfico Adriano Ferreira desembarcam na cidade Bahia de Caráquez, de 25 mil habitantes, que teve quase todas suas casas destruídas. Eles mostram como está sendo o dia a dia das pessoas que, agora, têm de viver em barracas improvisadas no asfalto.
O caos também gerou solidariedade entre os países vizinhos. Centenas de socorristas, bombeiros, médicos e especialistas da Colômbia, Chile, México, Venezuela e até da Espanha chegam para auxiliar nos trabalhos de busca e recuperação. O repórter Estevan Muniz acompanha o trabalho dos mexicanos que procuram por Mayra Juliana, de 23 anos, num prédio comercial destruído. Em frente aos escombros, sentado na calçada, o pai de Mayra espera por notícias há vinte dias.
O ‘Profissão Repórter’ vai ao ar no canal internacional da Globo nesta quarta-feira, 11 de maio, nas Américas, dia 12, no Japão e Austrália, e quarta-feira, 18 de maio, na Europa e África.

Advertisement

Agenda de Eventos Acontece

Taxa de câmbio

Taxas de câmbio USD: ter, 16 abr.

Advertisement

Advertisement

Categorias

plugins premium WordPress

You cannot copy content of this page