Crédito: Pixabay
Vida & Saúde Wal Reis

Portas em automático

Wal Reis é jornalista, profissional de comunicação corporativa e escreve sobre coisas da vida e comportamento no blog: www.walreisemoutraspalavras.com.br
Sending
User Review
0 (0 votes)

Não esqueça o biquíni e o guarda-chuva: até no Alasca pode ser necessário o primeiro e até o deserto está sujeito a tempestades – nem que sejam de areia. Coloca na necessaire a pastilha para dor de garganta, mas lembre-se que seu remédio para dor de cabeça tem chance de ser substituído pelo mantra “portas em automático”.

Leva um chapéu bonito, daqueles que deixam acoplar uma flor: na viagem você irá reparar mais nelas e estará livre para se enfeitar com essas coisas simples e bonitas que no dia a dia a gente não enxerga.

Encaixa na mala o sapato confortável “vai com tudo” para a vontade de caminhar não ser aplacada por calos inescrupulosos, mas não deixe de arranjar um espacinho para a sandália que te faz se sentir linda mesmo que seja para usá-la por poucos passos porque, às vezes, precisamos sim da ajuda de um sapato para nos sentirmos poderosas.

Leve uma bolsa leve, daquelas que vão te acompanhar nas jornadas apenas com o essencial. Mas leve também a alma leve para sobrecarregá-la com novas paisagens, novas culturas, novos conhecidos e lembranças novinhas em folha. Aliás, cuidado com as lojas de lembranças: dificilmente aqueles souvenirs vão traduzir a sua experiência de viagem. E acabarão esquecidos em uma estante qualquer, sem nunca terem cumprido o propósito de te lembrar dos dias felizes.

Aliás, sinal verde para fotos em suas redes sociais. Não há nada de mal nisso. Estas sim vão te fazer reviver as férias, inspirar seus amigos e causar algum desconforto nos inimigos. E azar deles, que nem deveriam estar ali. Mas não exagere. As melhores imagens são aquelas que retratam cenas deliciosamente vividas, uma vez que não existe melhor filtro para seus posts do que a felicidade verdadeira.

Esteja disposta a provar novos sabores, sem franzir o nariz para pratos desconhecidos e explore as novidades gastronômicas de cada destino, fugindo da comida pasteurizada dos fast-foods que existem em todo lugar: isso você já sabe que gosto tem.

Não se envergonhe de dançar ritmos novos, mesmo se dançar não for sua melhor habilidade: um sorriso largo e a vontade de participar já te gabaritam para este palco.

E nunca esqueça de esconder no fundo da bagagem uma dose de resiliência para o inesperado, torcendo para não tirar este item da mala. Fazemos de tudo para que viagens sejam perfeitas, mas estamos sujeitos a turbulências e overbookings – no ar ou na terra – porque, apesar de parecer sonho, viagens continuam sendo um retrato da vida real.

Comente

Clique aqui para comentar

Advertisement

Agenda de Eventos Acontece

Taxa de câmbio

Taxas de câmbio USD: ter, 25 jun.

Advertisement

Advertisement

Categorias

You cannot copy content of this page