Imagem: Pixabay/SindhuDigital
Business

Mulheres na Ciência – Ontem, hoje e sempre!

De wi-fi ao combate à pandemia da covid 19, as mulheres seguem se destacando e realizando grandes conquistas na área da Ciência.
Contabilidade
Sending
User Review
0 (0 votes)

Ao comemorarmos o Dia Internacional das Mulheres e Meninas na Ciência, celebrado no último dia 11 de fevereiro, muitas coisas vêm à mente. E a principal delas é “como seria o mundo hoje se as mulheres também não fizessem ciência”? Pelo menos quatro delas trouxeram ao mundo contribuições científicas que transformaram a realidade. Confira só:

O tratamento contra o câncer não teria a mesma eficácia. Coube a Marie Curie (1867-1934), física e matemática, primeira pessoa e única mulher a receber o prêmio Nobel por duas vezes, as vezes – foi responsável por constatar a existência dos elementos Rádio e Polônio, dois elementos que contribuem muito no tratamento contra o câncer, além de também ter estudado profundamente a radiação em si. Grande pioneira, merece nossos aplausos.

Não existiriam computadores. Pensem que a matemática Ada Lovelace (1815-1852) com sua vida dedicada ao cálculo e à escrita, desenvolveu a máquina analítica em parceria o cientista inglês Charles Babbage, aparelho considerado o início dos computadores e da programação em si. Mostrou ao mundo que não era apenas a filha do papai Lord Byron.

Não existiria Wi-fi. Sim. Foi a grande atriz Hedy Lamarr (1914-2000), também inventora de origem austríaca, que criou durante a Segunda Guerra Mundial o sistema de salto em frequência, que permitiu, posteriormente, que tecnologias de comunicação sem fio, como Wi-fi, Bluetooth e GPS, pudessem ser desenvolvidas. Além de linda, talentosa e inteligentíssima, buscava uma solução para a guerra.

Não teríamos superado a pandemia da covid 19. Foi graças a Dra. Jaqueline Góes de Jesus, brasileira com apenas 34 anos, pesquisadora negra, biomédica e doutora em Patologia Humana, mapeou o genoma da SARS Covid em apenas 48h, após a confirmação do primeiro caso no nosso país. Tal feito possibilitou o desenvolvimento de medidas de combate mais eficazes, como a vacina. Uma brasileira de garra que mostrou que a nossa ciência era bem mais rápida que o restante do mundo!

Imagem: PublicDomainPictures/Pixabay

O que todas essas mulheres têm em comum – além da inteligência, esforço, coragem e assertividade – é o acesso ao conhecimento. Mesmo aquelas que viviam numa sociedade onde era raro mulheres terem acesso ao ensino formal, puderam de uma forma ou de outra se capacitarem e destacarem.

Segundo o IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), existem atualmente no Brasil mais mulheres do que homens com Ensino Superior, em todas as faixas etárias, com exceção do grupo acima dos 65 anos. Também nos destacamos na formação das futuras mentes brasileiras: 46,8% do corpo docente das Universidades é feminino.

Resultado disso é que cada vez mais mulheres se capacitam trazendo benefícios e melhoria para nossa sociedade, além de também alcançar a sua própria autonomia e sucesso. Miram-se em bons exemplos, e são referência para jovens e meninas – negras, brancas, estrangeiras, periféricas ou não – que serão as futuras cientistas e profissionais, que se aprimoram e tem excelência em sua área e atuação, transformando seu mundo em um lugar melhor. Impossível não lembrar da jornalista Glória Maria nessa hora, não é mesmo?

Seja você também parte desse grupo de mulheres empoderadas: cresça, evolua, aprimore-se. Não espere pelos outros. Deixe a sua marca no mundo e na história.

Relly Amaral Ribeiro é Mestre em Serviço Social e Política Social, Tutora e Professora dos cursos de pós-graduação em Serviço Social do Centro Universitário Internacional Uninter, um dos maiores grupos do segmento educacional e uma das únicas instituições de educação a distância do Brasil credenciada com nota máxima pelo Ministério da Educação (MEC). Sediado em Curitiba (PR), já formou mais de 550 mil alunos e, hoje, tem mais de 440 mil estudantes ativos. Fora do Brasil, o Centro Universitário Internacion al UNINTER oferece mais de 200 cursos de graduação e pós-graduação EAD para brasileiros, com polos de apoio presencial localizados em Atlanta, Boston, Fort Lauderdale, Houston, Miami, Newark, Orlando, Salt Lake City e Washington-DC, nos Estados Unidos; Lisboa e Porto, em Portugal; Londres, Inglaterra; Milão, Itália; Madrid, Espanha; e em Nagoya e Toyohashi, Japão. 1-833-605-1255 | uninteramericas.com

Advertisement

Agenda de Eventos Acontece

Taxa de câmbio

Taxas de câmbio USD: ter, 16 abr.

Advertisement

Advertisement

Categorias

plugins premium WordPress

You cannot copy content of this page