Destaques Imigração

Fatores para realizar uma obra de sucesso nos EUA

CEO da Sagewood Construction, o brasileiro Douglas Strabelli, ressalta a importância do General Contractor em reformas e construções nos EUA

Arquitetos brasileiros estão cada vez mais interessados no cenário de desenvolvimento de projetos e obras em terras Americanas, tendo em vista a quantidade crescente de pessoas no Brasil que se interessam em adquirir imóveis e construir patrimônio em Dólar.

Entretanto, é necessário ter cuidado e conhecer um pouco mais a cultura local antes de se propor a uma nova jornada, principalmente quando o assunto é começar um projeto totalmente do zero ou iniciar uma reforma em um imóvel.

Douglas Strabelli, fundador e CEO da Sagewood Construction, empresa que atua no ramo de construção civil e incorporação nos Estados Unidos desde 2001, explica que muitos profissionais já trabalham com esses clientes no Brasil e perceberam a oportunidade. “Os brasileiros querem ter seus próprios imóveis, especialmente nos Estados Unidos, seja uma casa em Miami ou um apartamento em Nova York, o que representa boas oportunidades para os arquitetos”, vislumbra.

Mas existem alguns fatores cruciais para que um empreendimento seja bem sucedido em outro país, conforme pontua Douglas Strabelli:

  1. Escolha do General Contractor – enquanto o arquiteto cuida do projeto, é fundamental ter profissionais de confiança executando os serviços que foram idealizados “no papel”. É nesse quesito que entra o “General Contractor”, pois ele é o profissional licenciado perante os órgãos governamentais para a execução de todos os serviços envolvidos em uma construção. Conhecimento, experiência, portfolio de obras e referência de clientes são itens essenciais na hora de escolher este profissional.
  1. Adaptação do projeto – no Brasil, alguns materiais são mais comuns, como revestimentos, tintas e demais acabamentos que chegam a ter características similares em diversos lugares. No entanto, cada local possui seus próprios métodos construtivos, clima, leis e particularidades de mercado. Portanto é essencial que este projeto seja adaptado e revisado por um profissional local afim de atender a todos os aspectos específicos ao local do projeto.
  1. Legalização do projeto – apesar do projeto ser realizado por um arquiteto brasileiro, é necessário ter um arquiteto licenciado nos Estados Unidos (Architect of Record) para viabilizar a aprovação local no estado e cidade no qual a obra será executada.

Além de todos esses critérios que devem ser obedecidos, também existe a barreira do idioma, que pode interferir no desenvolvimento da obra. Para isso é importante ter bons parceiros ao lado, auxiliando em cada etapa, pois eles estarão cientes das necessidades de todos os envolvidos no projeto. 

O fundador da Sagewood Construction ressalta a importância do General Contractor. “A escolha desse profissional deve ser feita com todo cuidado, pois ele estará presente no dia a dia da obra para que seja executada conforme a idealização do arquiteto. Se esta escolha for errada, isto pode comprometer o sucesso do projeto”, finaliza Douglas.

You cannot copy content of this page