A saúde dental requer limpeza profissional a cada 6 a 12 meses, seja a nossa boca, a de um cão, um gato, um cavalo, um leão ou qualquer outro animal
Cecilia Magalhães Pets

Faça o seu pet sorrir

Contabilidade
Sending
User Review
0 (0 votes)

Por Dra. Cecília Magalhães
Como aqui em fevereiro é o “Mês Nacional de Saúde Dental do Pet”, aproveito a coluna para lembrá-los de como cuidar dos dentes de suas “crianças”.

Adivinhe qual o membro da nossa família que tem a pior higiene dental? Exatamente! Nossos pets. Infelizmente, 85% deles têm alguma doença periodontal — perio significa em torno e dontal, dente.
A estatística poderia ser bem menor. A culpa e a vergonha são nossas. Nossos pets não conseguem escovar seus dentes nem usar fio dental. Portanto, é nossa responsabilidade manter seus dentes e sua higiene bucal, evitando assim dor e mau hálito.

Nós temos 32 dentes quando adultos, os cães têm 42 e os gatos, 30. Todos requerem o mesmo cuidado e atenção que damos aos nossos dentes e aos dos nossos filhos. Mas enquanto nós levamos alguns anos para trocar os nossos dentes de leite, os pets possuem uma dentição definitiva aos 9 meses de idade, por isso é tão importante começar os cuidados bucais muito cedo para que tenham seus dentes escovados e a boca bem cuidada.

A saúde dental requer limpeza profissional a cada 6 a 12 meses, seja a nossa boca, a de um cão, um gato, um cavalo, um leão ou qualquer outro animal.

Os cuidados diários que temos com a nossa boca e dentes são muito importantes, mas não suficientes para removermos todo o tártaro que se acumula entre os dentes e a gengiva. Tártaro é a mineralização da placa de bactérias, inicialmente incolor e um pouco grudenta, mas que se torna mais escura e endurecida com o decorrer do tempo.

E o mesmo cuidado que damos a nossa boca quando vamos ao dentista para limpeza profissional, devemos dar aos nossos pets para evitar maiores problemas.

Para você entender a importância da profilaxia bucal do seu pet, vou descrever algumas etapas do processo. O veterinário remove o tártaro sobre os dentes, assim como entre os dentes e a gengiva, usando instrumentos especiais, e mede a profundidade dessas bolsas formadas pelo depósito de tártaro para calcular a severidade do problema. O esmalte do dente é polido para evitar o acúmulo rápido de plaques de tártaro. A boca do seu pet é desinfetada e o flúor aplicado aos dentes. Este trabalho delicado e detalhado requer que o seu pet esteja anestesiado.

É muito importante enfatizar que a limpeza de dente do seu pet “sem anestesia” não é comparável ao trabalho de um veterinário. É impossível limpar as placas de tártaro entre os dentes e a gengiva sem anestesia geral. Essa limpeza estética não cuida da doença periodontal do seu pet.

Fica a dica: leve o seu querido companheiro para ter a boca e os dentes examinados pelo seu veterinário pelo menos uma vez ao ano e dê um sorriso indolor ao seu pet.

Comente

Clique aqui para comentar

Advertisement

Agenda de Eventos Acontece

Taxa de câmbio

Taxas de câmbio USD: sex, 19 abr.

Advertisement

Advertisement

Categorias

plugins premium WordPress

You cannot copy content of this page