Escove o pelo e verifique a pele do seu pet diariamente
Cecilia Magalhães Pets Vida e Saúde

Saúde para todos

Sending
User Review
0 (0 votes)

Por Dra. Cecília Magalhães

Em janeiro falamos sobre a importância de “olhar” de fato para o seu pet e ajudá-lo em todas as fases de sua vida – principalmente, na geriátrica. Mantendo esse mesmo foco, quero agora abrir os seus olhos sobre como o ambiente onde vivemos ou mantemos os nossos pets tem um impacto na nossa própria saúde.

Quando decidimos adquirir um pet assumimos, com ele, a responsabilidade de protegê-lo e, com a sociedade, de mantê-lo saudável e bem cuidado, evitando assim a possibilidade de espalhar doenças. Isso quer dizer que cuidar da saúde do seu animalzinho envolve uma obrigação ainda maior: a de cuidarmos da saúde de toda a família e dos que convivem ao nosso redor.

Em princípio, isso parece muito óbvio, mas, acredite, são promessas negligenciadas diariamente por falta de tempo ou desconhecimento das consequências.
Por isso, vamos falar de três pontos simples e primordiais para a saúde animal e, consequentemente, de toda a família:

• O treinamento do seu pet, seja um gatinho ou um cão. Infelizmente, a quantidade de crianças e adultos que são mordidos ou arranhados por pets é imensa e crescente. O treinamento não é somente necessário aos cães de guarda ou àqueles com comportamento mais agressivo. Por exemplo, não ignore a necessidade de treinar o seu cãozinho de 3 kg, pois ele também pode causar uma cicatriz no rosto de uma criança que poderá acarretar dor e trauma, muitas vezes, por toda a vida. Outro grande risco é mordida de gatos. Também neste caso não é pelo tamanho, mas sim pela severidade da infecção. Mais de 60% das pessoas que são mordidas por gatos precisam ser hospitalizadas e muitas delas necessitam de cirurgia. Mordida não é brincadeira e deve ser levada a sério desde o primeiro dia.

• Recolher, diariamente, as fezes do seu pet, seja na rua ou em casa. Reconheço que recolher as fezes do seu pet não é glamoroso, mas faz parte de sua responsabilidade como dono de um pet e do respeito aos outros, que devemos propagar. As fezes podem conter bactérias perigosas e parasitos que contaminam o solo e a nossa água e também podem nos transmitir o “bicho geográfico” que faz lesões de pele, a toxoplasmose, que pode causar cegueira, e a parvovirose, uma virose muito séria que pode matar outros cães. Além do mau odor e do acúmulo de moscas que as fezes deixadas para trás podem causar. Higiene pública também é nossa obrigação.

• Escovar o pelo e verificar a pele do seu pet diariamente e não somente quando vão pra rua. Pulgas e carrapatos são fontes de verminoses, problemas de pele e doenças no sangue que podem causar a morte do seu pet. Temos que estar atentos a sarnas e fungos, transmitidos para nós e nossa família. Não se iluda, isso tudo pode acontecer mesmo se você tiver uma boa higiene pessoal e da sua casa.
Dica: cuidando da saúde do seu pet e do seu ambiente você estará cuidando da saúde da toda a família. Na dúvida, sempre consulte seu veterinário.

Advertisement

Agenda de Eventos Acontece

Taxa de câmbio

Taxas de câmbio USD: dom, 26 maio.

Advertisement

Advertisement

Categorias

plugins premium WordPress

You cannot copy content of this page