Ciência e Tecnologia

Conheça mais sobre o 08 de julho, Dia Nacional da Ciência e do Pesquisador Científico

Contabilidade
Sending
User Review
0 (0 votes)

O objetivo da data é chamar a atenção para a importância da produção científica e despertar os mais jovens para o gosto pela ciência

Se antes a pesquisa científica só era tratada em salas fechadas nas bolhas dos pesquisadores e entusiastas, hoje, com o devido reconhecimento por conta da pandemia, ficou clara a importância do investimento no setor para o desenvolvimento e manutenção da sociedade. No dia 08 de julho comemoramos o Dia Nacional da Ciência e o Dia Nacional do Pesquisador Científico no Brasil. A data homenageia a criação da Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência (SBPC), criada em 1948. O objetivo é chamar a atenção para a importância da produção científica e despertar os mais jovens para o gosto pela ciência.

“A necessidade de uma resposta rápida no combate à pandemia expôs a importância de investimentos no setor clinico-cientifico. Os tratamentos e curas para doenças, o desenvolvimento e os avanços tecnológicos, por exemplo, são frutos de estudos e pesquisas, possíveis apenas com investimentos no setor”, declara Fernando de Rezende Francisco, gerente executivo da ABRACRO (Associação Brasileira de Organizações Representativas de Pesquisa Clínica).

Embora o Brasil ocupe o nono lugar no ranking mundial de publicações cientificas e o primeiro na América Latina, muitos ainda desconhecem não somente a profissão de pesquisador, mas também sua importância para o desenvolvimento de um país.

Mas, afinal, o que significa ser pesquisador? O pesquisador é um profissional que se dedica a estudos a partir de uma metodologia, testa e comprova hipóteses para chegar a conclusões nas diversas áreas do conhecimento. É responsável por investigar fenômenos e, a partir de suas observações, produzir conhecimento para a sociedade, impulsionando o desenvolvimento de diversas áreas e instituições. “No Brasil, para ser um pesquisador, é necessário estar ligado a uma instituição científica e desenvolver uma pesquisa”, explica Rezende.

O executivo da ABRACRO explica ainda que um pesquisador não precisa, necessariamente, ser graduado em uma área de conhecimento específica, podendo, assim, iniciar sua carreira já na faculdade. O contato com o âmbito acadêmico permite que o estudante interessado em se tornar pesquisador tenha acesso à criação de ensaios através dos programas de incentivo à pesquisa ofertados pelas instituições de ensino ou pelo governo, que podem ser:

  • PIBIC (Programa Institucional de Bolsas de Iniciação Cientifica) – bolsas de estudo para qualquer área do conhecimento, como incentivo para a produção de pesquisas de jovens talentos que estão para se formar;
  • PIBID (Programa Institucional de Bolsas de Iniciação à Docência) – Incentivo para estudantes que pretendem se desenvolver na área de docência, antecipando seu vínculo com a sala de aula;
  • PIBITI (Programa Institucional de Bolsas de Iniciação em Desenvolvimento Tecnológico e Inovação) – incentivo para o desenvolvimento de pesquisas no âmbito tecnológico.

Um pesquisador pode trabalhar no setor privado, em indústrias e laboratórios, por exemplo, mas, no país, é mais comum que esse profissional se torne também um docente, desenvolvendo pesquisas nas instituições de ensino, enquanto atua também como professor para cursos de graduação.

O 08 de julho é dia de comemorar a ciência e os pesquisadores científicos no Brasil, no entanto, sua função é também alertar sobre a importância do investimento no capital humano, para que a área seja sempre apoiada e palco de maiores investimentos e reconhecimentos. “O futuro depende da ciência feita no presente. A pesquisa clínica pode nos tirar de tristes cenários, descobrir curas e tratamentos, humanizar processos, precisamos acreditar cada vez mais nela”, finaliza Rezende.

Sobre a ABRACRO

Associação Brasileira de Organizações Representativas de Pesquisa Clínica é responsável pela grande mudança na reputação dessa área tão importante para a saúde no Brasil. Há 17 anos, ela representa as ORPCs (Organizações Representativas de Pesquisa Clínica) e contribui para a melhoria dos processos e atividades do setor. Hoje, são fonte para os órgãos reguladores do setor que, pela rigidez dos processos e questões éticas, muitas vezes a consulta antes da publicação de uma nova norma. A ABRACRO também realiza eventos e workshops para aproximar o paciente e o público leigo dos profissionais da área.

Informações à Imprensa

Renato Lopes: jornalismo@noticiaexpressa.com.br

Miriam Lago: miriam@noticiaexpressa.com.br

(11) 91030-3530

Advertisement

Agenda de Eventos Acontece

Taxa de câmbio

CurrencyRate

Advertisement

You cannot copy content of this page

X
X