Ciência e Tecnologia News

Estudo revela que 63% usam redes sociais para informações sobre jogos de cassino

Sending
User Review
5 (1 vote)

63% dos jogadores usam redes sociais para obter informações sobre jogos como roleta ao vivo, segundo estudo

Com a popularidade dos jogos de cassino online no Brasil, um estudo da ENV Media, agência de mídia que atua no setor, revela que 63% dos jogadores utilizam redes sociais para obter informações sobre esses jogos. A pesquisa, que entrevistou 617 adultos brasileiros, indica a influência das plataformas digitais como principais fontes de informação para os apostadores, ao mesmo tempo em que levanta preocupações sobre a qualidade e veracidade dessas informações.

As redes sociais, como Instagram, Facebook, TikTok e YouTube, são os principais canais utilizados pelos jogadores, seguidos por grupos e canais em aplicativos de mensagens como Telegram e WhatsApp. Esta predominância reflete uma tendência global onde o conteúdo compartilhado por influenciadores e usuários têm um impacto significativo na percepção pública e nas decisões de consumo.

Além das redes sociais, 20% dos entrevistados seguem perfis de influenciadores para obter dicas e estratégias de jogo. Entretanto, apenas 17% recorrem a tutoriais e blogs especializados, enquanto 30% utilizam sites de notícias sobre jogos e 29% confiam nas informações dos sites oficiais dos operadores de apostas. Por outro lado, 26% dos jogadores não confiam em nenhuma dessas fontes.

O estudo também destacou a disseminação de informações falsas e estratégias fraudulentas. Muitos grupos de Telegram, por exemplo, prometem estratégias “secretas” para ganhar em jogos de roleta ao vivo e outros títulos de cassino, criando uma ilusão de precisão com o uso de bots e sinais automatizados. Estas práticas são frequentemente enganosas e levam os jogadores a acreditar que podem manipular os resultados dos jogos, o que não é possível devido à natureza aleatória dos mesmos.

Uma das estratégias propagadas, que se direciona aos jogos de roleta ao vivo, bem populares no Brasil, segundo dados da KTO, é apostar em duas dezenas e no zero. No entanto, conforme investigado pela ENV Media, na prática, essa estratégia não garante ganhos devido à aleatoriedade do jogo.

Diante desse cenário, a regulamentação da publicidade de jogos de apostas ganha evidente importância. O Conselho Nacional de Autorregulamentação Publicitária (CONAR) publicou um documento com diretrizes que estabelece regras claras para a publicidade das empresas de apostas. As diretrizes incluem a necessidade de identificar claramente o teor comercial das mensagens, evitar promessas de ganhos certos e restringir a publicidade para menores de 18 anos.

Recentemente, o CONAR solicitou a alteração em anúncios sobre apostas após denúncia do Ministério da Fazenda, que alegou que as propagandas prometiam ganhos garantidos e não incluíam avisos obrigatórios sobre riscos e restrição de idade. A empresa argumentou não estar sujeita às regulamentações brasileiras por ter sede no exterior, mas o CONAR considerou a empresa sujeita às normas locais por operar no Brasil.

O conselho também notificou influenciadores por publicidades feitas para um site de apostas sem incluir avisos de restrição etária ou cláusulas sobre os impactos do jogo. Estas ações refletem a aplicação das novas regras e a importância de garantir que a publicidade de apostas em esportes, jogos de roleta ao vivo e outros títulos de cassino seja conduzida de forma responsável.

Advertisement

Agenda de Eventos Acontece

Taxa de câmbio

Taxas de câmbio USD: ter, 23 jul.

Advertisement

Advertisement

Categorias

You cannot copy content of this page