Beleza & Estética
Acontece 20 Anos

Beleza & Estética: o que ditam a tendência e o mercado do setor na Flórida

Salões de beleza: cada vez mais exclusivos, técnicas de coloração aprimoradas, estilo de brasileiras como inspiração e os perigos na busca pela perfeição

A busca pela beleza. Pelos cabelos sempre impecáveis, brilhantes e saudáveis. As diversas opções e ofertas de tratamentos estéticos para deixar o corpo mais magro. Os infinitos procedimentos e técnicas para acabar com as rugas, diminuir a flacidez e rejuvenescer as feições do rosto. Tudo isso está ao nosso alcance hoje, com cada vez mais recursos tecnológicos avançados e de ponta, para quem quiser e puder consumir.

Em Miami e região, o que não faltam são salões de beleza com serviços dignos de rei ou rainha e profissionais muito renomados em suas áreas de atuação. Opções para todos os gostos e bolsos. As mudanças no visual e correção de cores – as highlights (mechas loiras) – têm lugar de destaque – são os pedidos do topo da lista no ranking, pelas mulheres, segundo a brasileira Simone Petinati, hair designer e proprietária do Three Zero Five Salon. Informação também confirmada por Dafne Evangelista, outra brasileira que também já garantiu seu espaço nesse mercado na Flórida e dona do espaço que leva o seu nome, e por Dinho Payan, também brasileiro, cabeleireiro com 15 anos de atuação nos EUA, que está à frente do Studio-D.
O visual das brasileiras, as preferências de corte e cor e as particularidades e cuidados com as madeixas são tendências que inspiram muitas mulheres de outras nacionalidades. “Todo o mundo conhece as brasileiras por serem mulheres muito vaidosas e isso não muda quando elas moram fora do Brasil”, conta Dinho. “As minhas clientes brasileiras sabem muito bem o que querem, conhecem os melhores produtos e buscam o melhor serviço, sabem bem como cuidar dos cabelos”, reforça Simone, que compartilhou uma curiosidade do que presencia em seu espaço no dia a dia. “As americanas são loucas pelos cabelos das brasileiras, sempre bem tratados, que ostentam louros impecáveis. Muitas me perguntam o segredo e minha resposta é sempre a mesma: fazer os tratamentos com produtos corretos em casa.” Com segurança no que diz e, não por menos, Simone foi eleita uma das melhores coloristas do mundo pela Hair Color Bible e também é embaixadora do Stylez, um aplicativo de cabelos e mudanças de visual nos EUA.

A “fama” das brasileiras não é constatada apenas pelos profissionais da mesma nacionalidade. No conceituado Red Market Salon, fundado por dois profissionais com vasta experiência no mercado de beleza francês, isso também é um fato. “Não que as outras mulheres não sejam, mas brasileiras são muito exigentes, têm mais segurança no que desejam e são mais abertas ao risco de experimentar novas tendências, além de muito amáveis e simpáticas”, conta Rogelio Gonzales, um dos profissionais que atua no espaço.

Quando se fala em beleza e estética, os centros e clínicas de medicina estética têm seu lugar de destaque. O médico ginecologista e especialista em medicina estética e de rejuvenescimento, Dr. Jabal Uffelman, cita o implante de grânulos de testosterona naturais e bio-idênticos como um dos mais inovadores do momento e uma maneira segura e eficaz de reverter o envelhecimento. “A testosterona (T) dos pellets entra no corpo em sua forma molecular natural e, portanto, não atrapalha a fisiologia normal, como no caso dos hormônios sintéticos. Os benefícios, para ambos os sexos, incluem aumento da energia mental e física, aumento da libido e satisfação sexual, físico mais saudável e uma melhor sensação de bem-estar. Mulheres, além disso, também se beneficiam do alívio das ondas de calor e da TPM, rejuvenescimento vaginal, aumento da densidade óssea e melhora do sono”, explica Uffelman, citando que outros procedimentos estéticos e já mais conhecidos e usuais entre os pacientes nunca deixam de fazer sucesso, como o Botox, Sculptra e as injeções de PRP (Plasma Rico em Plaquetas). Não à toa, em sua clínica, os pacientes fiéis desembolsam, por mês, cerca de US$ 200 para manutenção e reposição dos tratamentos.

Campeão de cirurgia plástica – o EUA é o país campeão de cirurgias plásticas estéticas, seguido do Brasil, que ocupa o segundo lugar nesse ranking. Dr. Decio Carvalho é um médico brasileiro da área já bastante conhecido em Miami e conta que, no seu consultório, os procedimentos mais procurados são, nesta ordem, a lipoaspiração com enxerto de gordura nas nádegas, o aumento de mama e a abdominoplastia – números que coincidem com o ranking mundial, nem sempre nesta ordem, já que as preferências costumam ser sazonais. As mulheres lideram a lista, mas é cada vez mais crescente o número de homens que também procuram por esse tipo de procedimento, principalmente para a redução de gordura na área dos flancos e tórax. O procedimento campeão, inclusive, é tema para discussões maiores: qual o limite da vaidade e da necessidade? “Discuto sempre com o paciente, principalmente em relação à lipoaspiração. É um procedimento indicado para retirar gordura localizada, mudar o contorno do corpo e não emagrece. O paciente tem que ser educado em relação ao que ele espera do procedimento, já que muitos chegam ao consultório e não têm a percepção real da situação. O limite existe, por exemplo, na quantidade correta e máxima de gordura que se pode tirar em uma mesma cirurgia, na sensatez de que não é adequado associar muitas cirurgias de uma só vez. E esse papel do médico é essencial para a conscientização do paciente de que a cirurgia é o caminho mais fácil e rápido, mas nem sempre é o mais saudável”, explica Decio. “Como cirurgião eu tenho que exercer o papel de informar sempre a verdade, até para aquelas pessoas que chegam ao consultório com vontade de fazer uma lipo, mas possuem tão pouca gordura, que indico que ela não faça a cirurgia, e sim resolva a sua insatisfação em relação ao corpo com exercícios físicos e alimentação correta”, conclui.

É claro que o desejo de se manter mais jovem, com a pele mais viçosa e o corpo mais em forma, não é nenhum pecado. Que pessoa não gosta de se sentir mais bonita? De se olhar no espelho e gostar do que vê? De postar uma foto em rede social e ler vários elogios? Mas e quando isso se torna uma obsessão? Uma forma deturpada de saber diferenciar o belo do perfeito? Segunda a psicóloga Ana Gouvea, devemos ser bastante céticos com relação a cirurgias plásticas e procedimentos estéticos em busca de uma “perfeição estética”. “A não ser em casos em que a pessoa tenha realmente um problema sério que exige reconstrução estética e esse problema tem um impacto real na vida da pessoa, a maioria dos outros procedimentos estão relacionados a uma busca por uma perfeição estética que na maioria das vezes é ditada por pressões sociais que mudam todo o tempo”, explica. “Anos atrás, o padrão de beleza era ter seios pequenos, agora o padrão estético é o de seios maiores. O importante é não ficar refém dessa ‘perfeição’ estética que muda constantemente, para não criarmos sofrimento sem necessidade”, completa.

E por que muitas pessoas se tornam reféns desse padrão e não conseguem ser felizes com o corpo e rosto bem cuidados, porém naturais? “Uma das razões para esse comportamento é a pressão social, uma quase tortura onde, principalmente as mulheres, têm que obedecer a um padrão muito rígido de beleza. Isso pode ser enlouquecedor, principalmente para as pessoas com baixa autoestima”, explica. “É muito importante que a pessoa esteja atenta para entender que nessa dificuldade de se gostar fisicamente está uma insatisfação bem maior, a insatisfação da alma. E esta, sim, precisa ser vista antes de qualquer propensão a ficar refém de padrões estéticos inalcançáveis”, conclui.