Maria Casadevall, Juliano Cazarré, Fernanda Young, Rodrigo Meirelles, Tony Ramos, Mônica Iozzi, Mauro Mendonça Filho, Lipe Binder, Nathália Falcão e Luciana Paes. Sentados: Cecília Homem de Mello, Enrico Baruzzi, Maria Luisa Mendonça
Programe-se

‘Vade Retro’ inova ao apresentar uma comédia e suspense

Sending
User Review
0 (0 votes)

Elenco e equipes de direção e produção se reuniram com jornalistas nesta quinta-feira, dia 6, para uma conversa sobre a série
As paredes de madeira escura, os móveis vintage, os objetos inusitados e a pouca luz de um casarão tombado no centro de São Paulo garantiram o clima noturno e de suspense de ‘Vade Retro’, nova série da Globo em coprodução com a O2 Filmes, que foi apresentada à imprensa nesta quinta-feira, dia 6. No evento, o diretor artístico Mauro Mendonça Filho, os diretores André Felipe Binder e Rodrigo Meirelles, a roteirista Fernanda Young e o elenco conversaram com os jornalistas e apresentaram imagens da série.
Muito feliz com o resultado final, Fernanda Young, que escreveu a série ao lado de Alexandre Machado, começou contando de onde surgiu a ideia de construir uma história que faz rir e, ao mesmo tempo, provoca o espectador: “O Alexandre passou uma noite em um hotel no Rio de Janeiro, na Copa do Mundo, e tinha um grupo de torcedores fazendo algazarra. Ele pensou, na brincadeira: “o diabo existe!” Foi aí que imaginamos um programa de comédia sobre essas ações maliciosas do dia a dia.”
Durante a exibição do clipe de ‘Vade Retro’, os convidados puderam ver tanto o viés cômico da trama, como os elementos que prometem trazer um ar de mistério nas entrelinhas, muito marcados pela direção artística. “Usamos muito da técnica do Stanley Kubrick de one point perspective view, em que centralizamos os personagens para dar a impressão de que existe uma atmosfera de suspense em volta. Esta é uma comédia mesmo, os personagens vão morrer de medo em cena, mas, no fim das contas, é patético e engraçado”, diz Mauro Mendonça Filho.
Na pele de uma moça muito doce e ingênua, Monica Iozzi não escondia a ansiedade pelo trabalho realizado, em sua primeira protagonista na TV. “Eu não tinha parado para pensar nesse protagonismo até vocês, jornalistas, começarem a me perguntar sobre isso. Somos um grupo, então nunca senti essa carga”, conta a atriz. Sobre Celeste, sua personagem, Monica destaca algumas de suas características: “O que tem de mais bonito na Celeste é que é muito fácil se identificar com ela. Quem nunca se sentiu tentada, seduzida por algo? A Celeste não desconfia das pessoas e eu também tenho um pouco disso”.
Já o responsável por dar vida ao homem de tantos mistérios, tantas artimanhas e caráter pra lá de duvidoso, Tony Ramos comenta: “O texto de Alexandre e Fernanda me marcou muito. Eu poderia escolher muitos projetos, mas quando me deparei com este roteiro, aceitei na hora”. O desafio de fazer um homem que pode ser o diabo não foi um problema para o ator. “Sou um homem muito religioso, nunca me atemorizou falar do diabo. Temos que falar sobre tolerância, liberdade de expressão e gêneros”, completa.
Bastante entrosada, a dupla transpareceu toda a felicidade de trabalhar junto pela primeira vez. Uma troca que vai fazer o público amar o casal – ou torcer contra ele? “Não tem como não se apaixonar pelo Tony”, brinca Monica. Como as gravações da série foram realizadas no ano passado, o evento também permitiu que todo o elenco e equipes de direção e produção se reencontrassem e relembrassem histórias dos bastidores, o que deu um clima de família à coletiva – de família Adams, como brincaram ao posar para as fotos ao final da apresentação.
No evento, estavam presentes também os atores Maria Casadevall, Maria Luisa Mendonça, Juliano Cazarré, Cecília Homem de Mello, Nathália Falcão, Enrico Baruzzi e Luciana Paes. As “Marias”, por coincidência, tiveram de passar por mudanças no visual para suas personagens. Casadevall deixou os cabelos loiros e, depois, violetas, enquanto Luisa teve de ficar totalmente ruiva. “O texto me levou a querer mudar o visual, porque ele me dava liberdade para criar personagem que ia além do que era ser humano; essa foi uma possibilidade de voar longe”, lembra Maria Casadevall.
‘Vade Retro’ é a nova comédia do bem contra o mal, que mostra que ainda pode render novos capítulos e boas gargalhadas. A série, em coprodução com a O2 Filmes, conta com o texto ágil e ácido de Alexandre Machado e Fernanda Young, a criatividade da direção artística de Mauro Mendonça Filho e a direção de André Felipe Binder e Rodrigo Meirelles.
A série estreia no canal internacional da Globo no dia 20 de abril, nas Américas, 21, no Japão e Austrália; e dia 27, na África e Europa.

Crédito: Globo/Ramón Vasconcelos

Advertisement

Agenda de Eventos Acontece

Taxa de câmbio

Taxas de câmbio USD: dom, 14 abr.

Advertisement

Advertisement

Categorias

plugins premium WordPress

You cannot copy content of this page