Treine o seu pet com os “quartinhos personalizados”. Vão se sentir mais seguros e protegidos
Pets

O meu pet tem muito medo de fogos de artifício. Como devo lidar com isso?

Contabilidade
Sending
User Review
0 (0 votes)

Por Dra. Cecília Magalhães
Muitos cães e gatos têm uma reação própria ao barulho e às luzes emitidas pelos fogos de artifício, assim como por tempestades com trovoadas. Alguns ignoram, mas outros podem entrar em total pânico. E aí é que está o perigo. São capazes de fazer coisas inimagináveis tentando se proteger.

Como os animais não sabem de onde vem o som e o consideram uma ameaça, na tentativa de fuga podem atravessar ruas, portas, e até pular de janelas sem ter a menor noção do risco. Infelizmente, nos dias tradicionais de festividades com fogos de artifício acontecem mais atropelamentos, ferimentos e mortes de animais. E não é muito diferente no caso das tempestades, as quais não podemos sempre prever com precisão.

Nesses dias não deixe o seu animalzinho sozinho, e se for imprescindível deixá-lo, encontre outra pessoa que o conheça ou uma hospedagem onde ele possa ficar seguro. E muito importante: informe-se sobre a clínica de emergência mais próxima de sua casa. Quando estamos em uma situação de risco é difícil pensar claramente, por isso, antecipe-se.

Certos comportamentos são clássicos do pet ansioso: babar, caminhar incessantemente, ficar ofegante, tremer, demonstrar grande necessidade de atenção chorando, pulando e passando as patinhas nas pessoas e se escondendo até em lugares difíceis de serem alcançados.

Podemos tomar algumas atitudes para manter esse animalzinho mais calmo e seguro. Mas não se iluda achando que somente uma dessas sugestões solucionará o problema. É um processo que necessita de muita paciência e persistência.
• Desde cedo, treine o seu pet com as gaiolas, “quartinhos personalizados”. Vão se sentir mais seguros e protegidos.
• Use feromônios sintéticos, pois podem dar a eles uma sensação de bem-estar.
• Existem remédios prescritos pelo seu veterinário, desde medicamentos naturais a calmantes e ansiolíticos, que devem ser usados com muito controle e cuidado. A homeopatia e os florais também podem ajudar.
• Use roupinhas de compressão, que acalmam o seu pet, e também protetores de ouvidos.
• Em casos extremos, procure um veterinário especializado em comportamento, que além de diagnosticar o problema pode ensinar técnicas de mudança de comportamento e condicionamento.

Dica: não haja no último minuto, pois existem muitas escolhas com diferentes tempos de implementação e resultado. Converse com o seu veterinário para decidirem juntos quais as melhores opções para ajudar o seu pet.

Com planejamento, todos poderão passar por tempestades climáticas e emocionais e ainda aproveitar os fogos sem estresse.
Boas Festas!

Advertisement

Agenda de Eventos Acontece

Taxa de câmbio

Taxas de câmbio USD: sáb, 20 jul.

Advertisement

Advertisement

Categorias

You cannot copy content of this page