Arte

“Minha arte é um antídoto à depressão e à tristeza”

Contabilidade
Sending
User Review
0 (0 votes)

Didi Marchi é uma artista plástica com uma sólida carreira de mais de 20 anos, em que se contam diversas exposições individuais e coletivas. Só nestes últimos meses, a artista fez grandes exposições, como a Artexpo em Nova York, Banco do Brasil Americas Cultural Series, ArtHamptons Fair e ArtBrazil, em Fort Lauderdale, em setembro. A Acontee Magazine conversou com essa incansável artista para descobrir o que a move no agitado mundo das artes.
Didi, sua marca registrada é sua série de quadros “Horizontes”, mas você surpreende pelo inusitado e busca constantemente inovar, o que é que vem de novo?
A série “Horizontes” parece infinita pra mim e recentemente alguns se renovam com aplicação de camadas de resinas, e o resultado tem sido fantástico. Estou trabalhando tambem em “Diaphanous Series”: pinturas em óleo sobre tela com muitas transparências de cores. Retomei minhas esculturas e com inspiração no alfabeto japonês a coleção “Kanji” também é uma novidade, com interpretações do simbolismo dos ideogramas.
O que foi mais enriquecedor para você nessas últimas exibições?
Foram meses bastante produtivos. Participei a convite da ArtBlend Gallery, da New York Art Expo e ArtHamptons Fair. Tive quadros vendidos para novos colecionadores. A oportunidade de mostrar meus trabalhos para um novo público é sempre muito gratificante. Já no ArtBrazil, além da própria exposição que é um projeto bacana, adorei mostrar minha arte para crianças das escolas públicas. Valorizo muito a importância da arte na formação e desenvolvimento das crianças e na construção de pessoas sensíveis, confiantes, transformadoras.
Quem é o seu público? Quem aprecia sua arte?
Não pinto pensando no público ou se meu trabalho vai agradar ou não. Não tenho um público específico. Faço arte para todo mundo. Quero ser vista pela família inteira e além das fronteiras. A minha arte tem uma linguagem universal. Por isso venho investindo em feiras internacionais.
Os trabalhos de Didi Marchi são uma simbiose entre arte e natureza, que para ela é a própria vida. Seus “Horizontes”, marcados por cores vibrantes em constante busca pela harmonia, são definidos por ela como um antídoto à depressão e à tristeza.
O público poderá provar um pouco desse antídoto de Didi Marchi na Spectrum, no booth da ArtBlend Gallery, de 2 a 6 de dezembro durante o Art Basel, em Miami Beach.

Advertisement

Agenda de Eventos Acontece

Taxa de câmbio

Taxas de câmbio USD: qui, 29 fev.

Advertisement

Advertisement

Categorias

You cannot copy content of this page