Projeto Myrna Porcaro – Fotógrafo Jomar Bragança
Decor Myrna Porcaro Vida e Saúde

Mente, corpo e casa com saúde

Sending
User Review
0 (0 votes)

O projeto de uma casa influência diretamente na saúde e no bem-estar dos seus usuários. Principalmente a Arquitetura de Interiores. Uma casa com ventilação adequada, por exemplo, pode prevenir muitas doenças, tais como rinite, sinusite, tosse e asma. Uma iluminação ideal pode contribuir no emocional. A acessibilidade também é ponto importante.

É necessário preocupar-se com a facilidade de locomoção de idosos ou portadores de necessidades especiais, tomando cuidado com a escolha de pisos, tamanhos de portas e de banheiros e também de mobílias. E não esquecer que cada um de nós pode perder repentinamente a capacidade de locomoção. Está aí a importância de contratar um profissional para a criação de um projeto coerente.

Atualmente percebemos que está havendo um movimento em focar nos ocupantes das edificações nos aspectos referentes à saúde e bem-estar. Para isso estão sendo desafiados em melhorar os projetos para que as pessoas se sintam mais dispostas no trabalho, melhorem o humor, a alimentação e o sono. Além disso, construções mais sustentáveis são cada vez mais valorizadas e em foco.

A Arquitetura sustentável não se baseia apenas em prédios bonitos, com terraço verde e iluminação com luz solar. Construções sustentáveis vão além do paisagismo e preocupação com consumo de energia e água. Esse tipo de edificação também tem o papel de auxiliar na saúde e qualidade de vida de seus usuários. O planejamento sustentável não deve focar apenas na redução dos impactos ambientais, mas também deve ser economicamente viável e auxiliar na saúde e conforto dos moradores e visitantes.

Não é sempre que os projetos arquitetônicos se atentam à questão do bem-estar dos usuários. Há impactos negativos quando a edificação não toma cuidados com o bem-estar. Edificações planejadas sem foco no bem estar acabam gerando fadiga, dor de cabeça, problemas respiratórios e irritabilidade. Estudos comprovam que a luminosidade ruim impacta na qualidade do sono das pessoas que ocupam esses edifícios.

Por outro lado, projetos que se empenham em entregar mais conforto aos habitantes proporcionam impacto positivo. Estudos comprovam que edificações sustentáveis em ambientes de estudo melhoram o aprendizado de alunos. Eles rendem melhor numa escola construída em função do conforto térmico, iluminação e acústica.

Há estudos relacionados a leitos hospitalares que mostram que os pacientes se recuperam mais rapidamente quando a edificação tem esses cuidados com o conforto. Foi constatado também que escritórios que se preocupam com saúde e bem-estar melhoram o desempenho dos funcionários.

Além disso, também há a questão da biofilia na arquitetura e no Design, que é a relação do verde da natureza para com os ocupantes. Um telhado verde, uma parede verde impacta no bem-estar e criatividade. Estratégias arquitetônicas de sustentabilidade dentro de ambientes construídos impactam positivamente na qualidade de vida dos usuários.

Conversamos com a paisagista e designer Alessandra Anísio sobre a importância de jardins e plantas em casa.

”Porque ter plantas dentro de casa?”.

Essa pergunta escuto toda hora, e poderia ter varias respostas mas eu digo: PORQUE FAZEM BEM. Ter contato com a natureza influencia diretamente no nosso humor e ajuda no bem estar. A vontade de ter intimidade com o verde dentro de casa esta sendo uma necessidade e vem crescendo principalmente em cidades grandes onde se vive confinado, as plantas fazem com que o ambiente tenha vida, o contato com a natureza dentro de casa nos dá a sensação de pausa e nos distancia do cotidiano corrido.

Benefícios de ter plantas em casa, cultivar plantas e encontrar calmaria no meio a rotina nos mantém longe da artificialidade do mundo exterior e assim valorizamos mais o que é natural. Além do que plantas eliminam toxinas de qualquer ambiente deixando o ar mais leve e puro, aumentam a imunidade, diminui a poeira e o índice de doenças relacionadas ao frio em 30%, removem o CO2, são umidificador natural.

Os jardins verticais estão em alta , além de serem lindos em qualquer ambiente, ajudam na acústica, trazem a sensação de frescor e leveza ao nosso dia a dia. Plantas mais usadas nesses jardins são samambaia e as botânicas, plantas que requerem água só uma vez na semana.

Outra opção são ter vasos com ervas, são fáceis de cuidar e você consome algo que sabe a procedência. É impossível negar o a influência positiva que o convívio com as plantas causam nas pessoas, por isso se jogue e abuse de todos os benefícios que elas tem”, diz Alessandra.

Ela também nos dá dicas sobre algumas plantas fáceis e seus benefícios:

  • Hera Inglesa – umidificador natural;
  • Eucalipto- elimina secreção e age como anti-séptico;
  • Margarida e Gérberas- ajuda no sono porque libera mais oxigênio a noite ótima para colocar no quarto;
  • Crisântemo, Espada de São Jorge: removem gases tóxicos de ambiente fechado.

Não podemos falar de conforto e bem estar nas residências e esquecer a importância dos cantos de relaxamento, meditação, oração.

Esse lugar não precisa ser grande, mas deve proporcionar sensação de paz e introspecção. Depende do gosto e preferência pessoal de cada um.

Segundo Vicktoria Turmina, cineasta e praticante da meditação, esse local deve ser isolado, para concentrar nossa mente, desacelerar e acalmar. Onde vamos treinar o aprendizado de sentir a nossa respiração.

Importante que tenhamos um espaço apropriado que favoreça esse momento. Usar elementos que sugiram aconchego: luz indireta, almofadas, velas aromáticas, incensos, speaker para músicas, cristais, piso forrado com carpete ou tapete. Plantas também enriquecem esses locais de recolhimento.

O objetivo é estar presente consigo mesmo, silenciar, se conectar com você mesmo.
O silêncio é um grande aliado para esses espaços de relaxamento. Sons da natureza como pássaros cantando, vento nas árvores e água rolando são incríveis para ajudar na introspecção.
Relaxe, acalme-se, medite, ore e sinta toda a mudança positiva em sua vida!

You cannot copy content of this page
X