Programe-se

Glória Maria explora as areias do Deserto do Saara

Sending
User Review
0 (0 votes)

No ‘Globo Repórter’, Glória Maria viaja pelo Deserto do Saara. A repórter desbrava o paraíso das areias escaldantes, popularmente conhecido como o maior e o mais quente deserto do mundo. Oficialmente, é o segundo maior, localizado no norte da África, com uma área de nove milhões de km², uma área equivalente a de toda a Europa e maior que o território de muitos países continentais, como o Brasil, Austrália ou Índia. Atualmente, cerca de 2,5 milhões de pessoas vivem na região do Saara.

“Tem muita gente que acha que no deserto tem camelo, só que o animal símbolo daqui é o Dromedário. A diferença está na corcova. O dromedário tem apenas uma corcova e o camelo duas”, explica Glória Maria. Por conta de suas habilidades de sobrevivência, da resistência e da velocidade, o dromedário é o animal favorito dos nômades. Mas o deserto não tem apenas o dromedário. A fauna é rica nesta região. Glória sugere cautela ao explorar o Deserto do Saara. O Leiurus quinquestriatus é um tipo de escorpião do Saara que pode alcançar 10 cm. Ele possui agitoxina e cilatoxina, que são venenos tóxicos. O varano é uma espécie de lagarto que se encontra facilmente também. E Cerastes é uma cobra de 50 cm de comprimento, com proeminências que lembram um par de chifres.

Percorrendo o deserto debaixo de um sol forte, a repórter conhece um lugar inacreditável. “Uma das primeiras coisas que vêm a nossa cabeça com esse calor enorme é a vontade de uma sombra e de água fresca e imagina o que encontramos: um oásis em pleno deserto”. A equipe de reportagem descobre a fruta mais valiosa: as tâmaras e sua rica fonte de vitaminas. Glória passa pelas impressionantes caravanas, que cruzam as dunas gigantes e são levadas por animais que conseguem ficar até 15 dias sem beber água. De dia, um dos lugares mais quentes do mundo, e, à noite, ventos gelados de cortar a pele. E ainda encontra cidades fantasmas, onde casas de barro estão em ruínas e poucas famílias ainda resistem por lá.

No final do programa, a repórter propõe uma mistura de culturas. Cai na dança marroquina e promete ensinar o samba brasileiro para o povo do deserto.

 

Crédito: Globo/Divulgação

O ‘Globo Repórter’ vai ao ar no canal internacional da Globo nesta sexta-feira, 10 de junho, nas Américas, sábado, dia 11, no Japão e Austrália e, sexta-feira, 17 de junho, na Europa e África.

Advertisement

Agenda de Eventos Acontece

Taxa de câmbio

Taxas de câmbio USD: dom, 14 abr.

Advertisement

Advertisement

Categorias

plugins premium WordPress

You cannot copy content of this page