Programe-se

‘Fantástico’ promove intercâmbio entre jovens do Vidigal e de Paraisópolis

Sending
User Review
0 (0 votes)

O ‘Fantástico’ abre a semana final da novela ‘I Love Paraisópolis’ com uma reflexão: será que todos os jovens de comunidades são iguais? Como eles vivem? Qual sua rotina? O que vestem, o que gostam de comer, o que fazem para se divertir, como é seu relacionamento com a família? O quadro ‘Conexão Vidigal-Paraisópolis’ propõe essa discussão em três episódios através de um intercâmbio entre seis jovens.
A ideia é promover uma discussão sobre o dia a dia desses jovens e mostrar a visão deles perante o mundo. “Esta experiência abre horizontes para revelar, a partir do olhar dos jovens, as potências de cada comunidade. Para isto contamos com a parceria do Nós do Morro, no Rio de Janeiro, e da União dos Moradores e Comerciantes de Paraisópolis na identificação dos jovens e suas famílias e no preparo da imersão em cada comunidade”, afirma Beatriz Azeredo, diretora de Responsabilidade Social da Globo.
Três duplas de homens e mulheres entre 18 e 24 anos mudam de casa durante uma semana para viver a rotina de sua dupla entre a paulistana Paraisópolis e a comunidade carioca do Vidigal. Cada um recebe um telefone para filmar suas atividades diárias. No final do dia, um “confessionário” aguarda os jovens para contar ao público suas impressões. No ar, a narrativa é em primeira pessoa, pois cada um revela os mistérios desse universo curioso e pouco explorado.
O intercâmbio da primeira dupla é do Acácio com a Isis. Ele tem 23 anos, é músico da Orquestra Filarmônica de Paraisópolis e estuda em um curso de Licenciatura de Música. Já Isis de 21 anos está com a mãe presa por tráfico de drogas há dois meses, a quem ela se recusa a visitar. Tem um namorado 18 anos mais velho e trabalha em uma escola municipal, na Barra da Tijuca, dando aula para crianças.
Outra dupla é Gabriela e Dayana. Com 22 anos, Gabriela toca também na Orquestra Filarmônica de Paraisópolis e cuida de 70 crianças na igreja enquanto as mães trabalham. Dayana, de 23 anos, já é mãe desde os 18, mora com a família e trabalha num mercado dentro da comunidade do Vidigal.
Lucas, de 18 anos, se muda para a casa de Wallace, de 24, formando a última dupla. Lucas, conhecido em Paraisópolis como Cafuzinho, sonha em ser jogador de futebol e se dedica a isso. Enquanto Wallace, que abandonou o tráfico, corre atrás do seu desejo de ser diretor de cinema aos 24 anos. Ele mora sozinho, tem duas filhas e trabalha em uma produtora de vídeo.
A estreia do quadro ‘Conexão Vidigal-Paraisópolis’ vai ao ar no canal internacional da Globo domingo, dia 01º de novembro, nas Américas, e dia 2, na África, Europa e Japão. A série vai ao ar em três episódios.

Advertisement

Agenda de Eventos Acontece

Taxa de câmbio

Taxas de câmbio USD: ter, 23 abr.

Advertisement

Advertisement

Categorias

plugins premium WordPress

You cannot copy content of this page