Business

Como fazer freelance para clientes no exterior

A exportação não é apenas uma possibilidade para a venda de produtos ao exterior. É possível exportar serviços para outros países, desde que sejam seguidas regras e que se esteja atento à legislação sobre essa atividade.

Segundo a legislação brasileira, toda atividade prestada no exterior deve ser registrada junto à Receita Federal, órgão responsável por coletar os impostos relativos a qualquer atividade econômica – seja venda ou prestação de serviços – em âmbito federal. A Receita entende por prestação de serviços ao exterior a atividade executada do território brasileiro, utilizando os recursos nacionais, para atender a uma demanda que será satisfeita em outro país.

Além do entendimento federal, há leis e regulamentos que ocorrem em âmbito municipal. Cada prefeitura possui regras próprias sobre o Imposto Sobre Serviços (ISS), cobrado pelas administrações públicas de cada cidade. Muitos municípios isentam o prestador, no entanto, não há consenso. Os requisitos para exportação de serviços e os tributos devidos devem ser observados antes da prestação.

Requisitos para exportação

Qualquer empresa que pretenda se manter em funcionamento – independentemente se dentro ou fora do país – precisa estar em conformidade com as exigências de todos os órgãos públicos responsáveis: Receita Federal, Junta Comercial Estadual e Prefeitura. Em alguns casos, a legislação obriga o prestador de serviços a seguir as determinações de entidades que regulamentam atividades específicas. 

Como ser um nômade digital

Nomadismo digital é uma nova modalidade de trabalho que permite que o profissional exerça sua atividade em qualquer lugar do mundo. Com o avanço da tecnologia e o acesso cada vez mais democratizado, a prática profissional vem se tornando uma realidade comum nas áreas de comunicação, design e tecnologia da informação.

O primeiro passo para começar a atuar no mercado internacional é aprender uma nova língua, de preferência o inglês. Garantir a excelência do serviço prestado é fundamental para atrair clientes.

A busca por oportunidades ocorre na internet, em plataformas de freelancers como UpWork, Freelancer.com ou mesmo o LinkedIn, que ajudam o profissional a ser visto em outros países e fazer uma carteira de clientes.

Para trabalhar como freelancer, é preciso manter o foco, organizar a agenda e a rotina e ser persistente. O profissional tem autonomia para controlar o próprio tempo, mas sua rentabilidade pode ser marcada por imprevisibilidade. O Sebrae orienta a estabelecer horários, diversificar a atuação, estabelecer metas, criar um portfólio, regularizar as atividades e guardar dinheiro para emergências.

You cannot copy content of this page
X