Foto: Angelica Konrad
Business Culinária Decor Eventos

Comemorações intimistas e formato delivery: o novo cenário do mercado de eventos

Quando a pandemia chegou, muitos setores foram prejudicados, principalmente os considerados como supérfluos. O mundo desconhecia o que iria acontecer e, com tudo muito incerto, muitas atividades foram obrigadas a paralisar, sobretudo o mercado de festas e eventos.

O confinamento não era uma escolha, o isolamento social e a orientação para evitar aglomerações fez com que as pessoas começassem a repensar o seu modo de viver, impostos a tantas mudanças. E o segmento de eventos acompanhou esta tendência, como conta Cecília Baggio, da CB Events Planner. “No início na pandemia, é claro que paramos com todas as atividades festivas. O mundo ainda tentava entender o que estava acontecendo, tínhamos muito medo e as pessoas realmente ficaram em casa para se cuidar. Mas à medida que o tempo foi passando e algumas restrições também foram amenizadas, conseguimos voltar a realizar eventos mais intimistas”, relata. “As comemorações ficaram menores, não mais que vinte pessoas, quase sempre do mesmo convívio: além de familiares, somente amigos que conhecem a rotina uns dos outros e estão em isolamento a maior parte do tempo”, explica. Cecília atua no ramo de planejamento de eventos há cinco anos e é conhecida entre os brasileiros que vivem ou passam temporadas no sul da Flórida. Sobre este público, ela conta um detalhe peculiar neste período: embora as restrições de viagens impostas pelo governo tenham reduzido este nicho de clientes, no fim de 2020 a demanda por pequenas comemorações em família para Natal e Ano Novo aumentou – com o fechamento das fronteiras, muitos brasileiros não foram ao Brasil para as festas de fim de ano.

Nesta fase, os cuidados intensivos continuam sempre presentes. “Sempre trabalhamos com muito rigor e bom senso. E, claro, durante este período, tudo foi intensificado. Equipe com equipamentos de proteção individual 100% do tempo, álcool em gel disponível em todos os cantos do local e algumas mudanças na logística do evento agora fazem parte da nossa rotina”, completa. Algumas destas mudanças são, inclusive, as mesmas seguidas pelos setores hoteleiros, como por exemplo um maior distanciamento do convidado do buffet e o cuidado para que somente um funcionário manuseie os instrumentos e itens na hora de servir a refeição.

Outro nicho que também cresceu muito neste período foi o de festa delivery. “Muitas vezes, o cliente vai fazer uma comemoração, ainda que íntima, mas deseja qualidade e, por isso, busca alguém para organizar os processos. Nestes casos, o procedimento é exatamente igual, com a contratação de todos os itens desejados, e a diferença está somente no tempo que eu e minha equipe ficaremos no local, pois vamos montar, deixar toda a festa pronta, mas não estaremos lá durante o decorrer da comemoração”, relata Cecília.

Foto: Acervo/Cecilia Baggio

O mercado de eventos

“O ser humano quer se socializar, gosta de comemorar datas especiais, tem prazer em reunir amigos”, diz Cecília. “Por isso, é tão prazeroso planejar um evento: você entende o que o cliente espera, escuta seus desejos e direciona suas ações para que tudo funcione bem, independente se é uma comemoração para 5 ou 50 pessoas. Um evento é como uma orquestra, se tudo não estiver no seu devido lugar, o resultado final não será satisfatório”, completa. Constatação também compartilhada por Roberto de Jong, brasileiro de São Paulo, profissional também muito reconhecido e requisitado no ramo. “Ver o cliente feliz com o que pagou e o serviço que recebeu é fundamental. O networking é consequência – para cada festa de um cliente satisfeito, surgem sempre convidados com grandes chances de contratar você para uma outra oportunidade”, explica.

Roberto, que vive nos EUA desde 1992, é muito requisitado no mercado pelos belos arranjos e decorações florais que levam sua assinatura. O bom gosto aliado ao talento conquistam os clientes e são parte fundamental do sucesso de um evento. Sobre as tendências neste ramo, Roberto garante que a naturalidade está cada vez mais em alta. “Antigamente, era sinônimo de glamour os arranjos volumosos e carregados de flores tradicionais e robustas. Hoje, quanto mais natural, melhor. A ideia é parecer que o arranjo foi feito ‘com o que você tinha no jardim de casa’. Flores mais tradicionais podem ser combinadas com as mais delicadas, misturas inusitadas de cores e folhagens diferentes podem garantir o toque de originalidade e, ao mesmo tempo, a elegância e nível de sofisticação que o evento pedir”, explica. “Mas o importante é entregar o que o cliente quer e vai ficar feliz, independente se é uma cascata de flores para uma noiva ou uma decoração de mesa para um jantar intimista. Esta é a grande satisfação de trabalhar nesta área, é o grande prazer de fazer o que se gosta”, conclui.

Foto: Acervo/Cecilia Baggio

Expectativas para o setor

A tendência é que com o aumento de pessoas imunizadas pela vacina, o mercado de entretenimento e lazer também comece a dar sinais de reaquecimento. A demanda reprimida é uma aposta para todos os setores de bens ‘não-essenciais’ que foram duramente atingidos nesta pandemia. E na área de eventos, tende a não ser diferente.

Casamentos que não aconteceram; grandes comemorações que foram adiadas; reencontros de amigos e familiares que, por imposição, não se veem há meses; eventos corporativos que chegaram quase ao zero e ainda não se sabe se um dia voltarão ao ‘normal’ que conhecíamos… Apesar de ainda haver muitas incertezas, o otimismo do setor é grande. “Costumo dizer que estamos vivendo ‘pelas beiradas’. Ainda não sabemos quais mudanças serão temporárias ou permanentes. Mas sabemos que as pessoas estão ansiosas para comemorar a vida, apesar de tanta tristeza e perdas em todo o mundo. E, para isso, estamos prontos para inovar e nos adequarmos para esta nova realidade”, conclui Cecília.

Cecília Baggio e Roberto de Jong atuam na Flórida, já possuem bastante renome na área de eventos e conquistam seus clientes com um trabalho de extremo bom gosto e sofisticação. Para conhecer mais sobre cada um e acessar o portfólio de imagens dos serviços realizados por eles, os contatos, respectivamente, são: @cbevents_cb e (786) 564-4207 / @roberto_dejong e (786) 838-8423.

You cannot copy content of this page
X