News

Entrada de ajuda humanitária em Gaza cai 50% em fevereiro

Contabilidade
Sending
User Review
0 (0 votes)

No mês de fevereiro, a entrada de ajuda humanitária na Faixa de Gaza sofreu uma queda significativa, representando apenas metade do volume registrado em janeiro de 2024. Segundo informações divulgadas pela Agência das Nações Unidas de Assistência aos Refugiados Palestinos (Unrwa), a média diária de caminhões com suprimentos que conseguiram ter acesso ao território palestino ficou em cerca de 98, muito abaixo da meta estabelecida de 500 entregas por dia.

As dificuldades logísticas nas fronteiras têm sido apontadas como um dos principais obstáculos para a entrada da ajuda. Restrições de segurança e fechamentos temporários nos pontos de passagem, especialmente em Kerem Shalom e Rafah, têm dificultado a chegada dos caminhões da Unrwa, que enfrentam enormes obstáculos para realizar suas operações humanitárias.

O aumento dos ataques aéreos sem aviso prévio em áreas como Rafah, no sul de Gaza, têm causado preocupações adicionais sobre a segurança das operações humanitárias. O temor é de que tais ataques possam dificultar ainda mais o acesso da ajuda e colocar em risco a vida de civis que dependem desses recursos para sobreviver.

Em um cenário já fragilizado, os intensos combates em áreas como Khan Younis têm levado ao deslocamento de milhares de palestinos, que buscam refúgio em regiões mais ao sul, como Rafah, que já se encontra superlotada. Relatos de novos confrontos e ataques aéreos em áreas como Deir Al Balah e Nuseirat indicam que a crise humanitária na região está longe de ser resolvida.

O secretário-geral da ONU, António Guterres, reiterou seu apelo por um cessar-fogo humanitário e pela libertação imediata de todos os reféns durante a 55ª Sessão do Conselho de Direitos Humanos em Genebra. Guterres enfatizou a importância da assistência humanitária e expressou preocupação com a insuficiência dos recursos disponibilizados até o momento.

Diante desses desafios, o comissário-geral da Unrwa, Philippe Lazzarini, destacou a necessidade urgente de superar obstáculos como a falta de vontade política, interrupções nos pontos de passagem e a falta de segurança devido às operações militares. A redução na entrada de ajuda humanitária representa uma ameaça grave para a população de Gaza, que enfrenta uma crise humanitária cada vez mais aguda.

Foto: UN News/Ziad Taleb/ Pessoas deslocadas compram alimentos na Praça Al-Awda, no centro de Rafah, Gaza

Notícia via UN News

Advertisement

Agenda de Eventos Acontece

Taxa de câmbio

Taxas de câmbio USD: sáb, 20 abr.

Advertisement

Advertisement

Categorias

plugins premium WordPress

You cannot copy content of this page