Benjamin Cano comenta sobre mês do Orgulho: "O movimento LGBTQIA+ não é só festa"
Gente

Empresário e apresentador, Benjamin Cano fala sobre o mês do orgulho LGBTQIA+

Em junho, comemora-se mundialmente o Orgulho LGBTQIA+ e são levantados muitos temas relacionados à causa. Enxergar a simbologia e entender as diferentes perspectivas sobre essa celebração é uma das melhores maneiras de evoluímos e avançamos na luta contra o preconceito.

O apresentador e empresário, Benjamin Cano acredita que fazer desse movimento apenas uma festa não é a melhor maneira de lutar pelos direitos LGBT. “Nunca fui ativista do movimento ou muito ligado a essa celebração. Acredito que fazer disso apenas um evento com festa, música e abusar do estereótipo da comunidade não agrega a essa luta e não me representa.”

Casado há 20 anos e pai de um menino de 3 anos, Ele acredita que toda essa glamourização em volta desse movimento pode colaborar para permanência desse pensamento retrógrado sobre as pessoas LGBT. “Todo esse cenário pode favorecer a permanência dos pensamentos homofóbicos da sociedade. Já que contribuir para a maioria das pessoas não relacionarem essa data as famílias homoafetivas, como no meu caso, mas a festa”, ressaltou.

Benjamin Cano Planès é frances de Toulouse e decidiu se mudar para o Brasil há quase 10 anos para iniciar um novo empreendimento com seu parceiro Louis Planès. Administraram um hotel-boutique em Ipanema por 7 anos e hoje, além de casados, são sócios, bem sucedidos, no ramo imobiliário.

Benjamin Cano comenta sobre mês do Orgulho: "O movimento LGBTQIA+ não é só festa"

You cannot copy content of this page