José Roberto Luchetti

Embaixador alertou o risco do uso político das vacinas na pandemia

Atualmente, apenas 10 países – incluindo o Brasil – concentram 75% das doses aplicadas da vacina contra a Covid-19

O embaixador Rubens Barbosa, que foi o titular da diplomacia brasileira nos Estados Unidos e na Inglaterra, entre 1994 e 2006, participou do webinar ‘Vacinas: mercado, geopolítica e desafios éticos’, no dia 12 de março, promovido pelo Instituto Ética Saúde – IES. Ele fez uma contextualização do cenário e governança globais, para então analisar a geopolítica atual. Para Rubens Barbosa, a politização e o protecionismo dificultam a imunização contra a Covid-19 nas nações mais pobres. 

“Como hoje há falta de confiança no esforço de cooperação internacional, os países ricos seguram seus próprios suprimentos, como aconteceu na Europa, onde se criou o que eles chamam de aliança das vacinas e proíbem as exportações. Todos procuraram defender sua própria casa”, destacou.  Diante desse cenário, a Organização Mundial do Comércio (OMC) e a Organização Mundial da Saúde (OMS) trabalham para o compartilhamento das doses. “Isso é importante porque começa a ter um esforço para a produção local desses imunizantes”.

O ex-diplomata, atualmente consultor de negócios internacionais, apontou que o mais dramático no momento atual da pandemia da Covid-19 é o uso político da vacina. E citou três países que se destacam neste sentido: China, Índia e Rússia. “O soft power – ou influência indireta – que estamos vivendo neste momento é muito importante. E começa a motivar uma reação de outros países, o que vai aumentar o uso político da vacina”, alertou.      

O webinar ‘Vacinas: mercado, geopolítica e desafios éticos’ foi aberto pelo presidente do Conselho de Administração do IES, Eduardo Winston, teve a participação também do professor Titular e Pesquisador na Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade da USP e presidente do Conselho de Ética do IES, Celso Grisi. “Temos no planeta quase 8 bilhões de pessoas, o que indicaria a necessidade de cerca de 16 bilhões de doses de vacinas contra a Covid-19. Atualmente, somando todas as promessas dos laboratórios, temos de 9 a 10 bilhões produzidas em apenas 11 países”, informou o diretor médico do Instituto Ética Saúde, Sérgio Madeira, que foi o moderador do debate. 

O conteúdo completo está disponível no Youtube do Instituto Ética Saúde: https://www.youtube.com/watch?v=8HAOcXR8_pA

*Texto Por José Luchetti

You cannot copy content of this page
X