Vida e Saúde

Vai viajar com seu bebê? Confira dicas para manter a introdução alimentar

Contabilidade
Sending
User Review
0 (0 votes)

A nutricionista materno infantil Franciele Loss explica que, com planejamento, é possível que a criança siga a rotina alimentar mesmo fora de casa

Viajar com um bebê durante a fase de introdução alimentar pode ser um desafio, uma vez que envolve mais do que simplesmente arrumar as malas e montar um roteiro. No entanto, manter essa rotina nutricional é totalmente possível com um pouco de planejamento e flexibilidade, de acordo com a nutricionista materno infantil Franciele Loss, pois em todos os lugares no mundo existem bebês.

Planejamento e acomodação

Primeiramente, para viajar com um bebê é preciso planejamento. Franciele recomenda que, se possível, os pais optem por acomodações que tenham cozinha. “Uma coisa que ajuda muito a manter a introdução alimentar nas férias é se planejar com antecedência. Então, primeiro, depende muito da fase de introdução alimentar que o bebê está. Mas digamos que seja um bebê de 6 a 12 meses que ainda não está comendo comida com sal, então vale a pena se organizar e tentar se hospedar em um hotel com uma cozinha ou copa à disposição, ou um cooktop no quarto, ou até alugar hospedagens com cozinha que possibilite o preparo algumas refeições”, explica.

Adapte-se à oferta local

Ao chegar ao destino, é interessante explorar as opções locais de alimentos frescos e saudáveis que possam ser introduzidos na dieta do bebê, como frutas e outros snacks, como sugere Franciele. “É legal a gente lembrar que em qualquer parte do mundo existem bebês fazendo introdução alimentar. Às vezes a gente acha que é mais complicado do que realmente é. Não é tão difícil de encontrar um mercadinho que venda frutas, que dá para consumir sem a necessidade de preparar, e legumes. Sempre vai existir algum restaurante que a gente possa conversar e que esteja disposto a preparar uma carninha na hora grelhada sem sal, porque isso não é complicado, um ovo cozido na água sem sal e legumes apenas no vapor”, explica.

Mantenha a rotina do bebê

Uma coisa que ajuda muito é tentar manter os horários e os hábitos que esse bebê já tinha em casa. “Tente manter as sonequinhas como o bebê está acostumado a fazer, respeitando esse ritmo dele. Sempre que o bebê tem essa rotina bem organizada, isso o facilita para que ele não desande na introdução alimentar”.

Outra dica dada pela nutricionista materno-infantil é tentar manter um ambiente tranquilo para que o bebê realize as refeições. “Nas férias é muito comum irmos para casa de familiares, onde costuma ter muita gente. Mas se conseguir, opte por dar comida ao seu filho em um momento mais calmo e oriente aos familiares ou as pessoas que vão estar no local para que não distraiam o bebê na hora da refeição. Além disso, é importante não fazer nada que vá fugir do que é o correto pra idade: então não liberar bolachas, biscoitos, chocolates, doces pra bebê na introdução alimentar só por questão de férias, porque acaba que depois pode prejudicar a aceitação dos alimentos saudáveis e afetar a introdução alimentar como um todo”, esclarece.

Utensílios e acessórios

Carregar utensílios de alimentação adequados para o seu bebê, como colheres e pratos portáteis em viagens pode facilitar muito o seu dia a dia, assim como bolsas térmicas para manter as refeições quentes ou frias, conforme necessário. “Facilita bastante levar algumas comidinhas já preparadas, no entanto, existem também algumas empresas que vendem comidas ultracongeladas, que é uma opção para levar em viagens. Mas nesses casos, tem que ter cuidado na hora do transporte e procurar levá-las naquelas bolsinhas térmicas de gel, com gelo rígido. Também existem aqueles potes térmicos, mas eles mantém a temperatura segura para consumo por menos tempo, cerca de duas horas”, pontua.

Sobre Franciele Loss

Franciele Loss é nutricionista à frente do @bebedenutri, com mais de 750 mil seguidores no Instagram. Formada pela Universidade Federal de Ciências da Saúde de Porto Alegre (UFCSPA), Loss é especialista em Nutrição Materno Infantil há 8 anos. Mãe de três filhos pequenos, um de 7, uma de 4 e um bebê de 1 ano e meio, Franciele é autora de cinco livros sobre introdução alimentar e receitas, que somados, contam com mais de 100 mil exemplares vendidos. Além disso, a nutricionista ministra cursos sobre introdução alimentar, amamentação, sono e desmame on-line, por onde já educou mais de 50 mil famílias.

Advertisement

Agenda de Eventos Acontece

Taxa de câmbio

Taxas de câmbio USD: ter, 18 jun.

Advertisement

Advertisement

Categorias

You cannot copy content of this page