Coronavirus Destaques News

Vacina da Pfizer tem mais de 90% de eficácia

Farmacêuticas esperam obter autorização para uso emergencial da vacina nos Estados Unidos ainda neste mês

A farmacêutica norte-americana Pfizer anunciou hoje (9/11) que sua vacina contra a Covid-19, desenvolvida em parceria com a farmacêutica alemã BioNTech, apresentou mais de 90% de eficácia na prevenção das pessoas desenvolvam a doença. 

Os dados divulgados na manhã desta segunda-feira são os resultados da análise preliminar da pesquisa, que se encontram na fase 3 dos testes. A vacina está sendo testada em seis países, e no mês de setembro, a Anvisa autorizou a ampliação dos testes no Brasil, passando de mil para dois mil voluntários. 

Segundo as farmacêuticas, 94 dos 43.538 voluntários da vacina foram infectados pela doença. A Pfizer e a BioNTech, então, analisaram quantos deles receberam o imunizante e quantos deles receberam o placebo. 

Para confirmar sua eficácia, os estudos continuarão em andamento até que 164 dos participantes estejam infectados pela Covid-19. A previsão é de que a pesquisa alcance esse número até dezembro deste ano.

A Pfizer e a BioNTech ressaltaram que, até então, não foi apresentado nenhum efeito colateral ou ameaça de segurança. As empresas esperam conseguir autorização do Food and Drug Administration para o uso emergencial da vacina nos Estados Unidos ainda neste mês.