Geral

Quando é necessário fazer a retirada das amígdalas e por que isso acontece

Sending
User Review
0 (0 votes)

Especialista comenta quando é preciso fazer a remoção e para quem é recomendado

As amígdalas estão localizadas no começo da garganta e fazem parte do sistema imunológico do nosso corpo. Quando bactérias e vírus entram em contato com elas durante a respiração, há uma sinalização ao organismo para produzir anticorpos e se proteger. Por mais importante que pareçam ser, não há evidências de que as amígdalas e adenóides sejam relevantes após os três anos de idade, de acordo com a ABORL-CCF (Associação Brasileira de Otorrinolaringologia e Cirurgia Cérvico-Facial).  

Para o otorrinolaringologista na Clínica Dolci, André Freire Kobayashi, a remoção das amígdalas não impacta no funcionamento do sistema imunológico e, muito menos, faz mal à saúde. “As amígdalas são extremamente importantes para bebês e crianças pequenas, que ainda não desenvolveram por completo o seu sistema imune. Mas, após essa fase, se a pessoa começa a ter diversos casos de amigdalite e aumento destes órgãos, a cirurgia de remoção pode ser indicada”, comentou. 

A cirurgia de remoção das amígdalas também pode ser feita em conjunto com a retirada das adenoides, mais conhecidas como “carne esponjosa”, que têm um papel parecido e estão localizadas em uma região próxima, entre o nariz e a garganta. A cirurgia deve ser feita quando o paciente tem um caso de hipertrofia das amígdalas, que é o aumento do órgão, podendo acarretar em problemas para respirar, engolir, alterações na voz, ronco e apneia. Além disso, o procedimento também é indicado para pessoas que têm infecções frequentes nas amígdalas e também aqueles que o medicamento não tem mais efeito nos casos de amigdalite aguda. 

“A cirurgia costuma ser muito rápida e segura, podendo ser feita entre 30 minutos e 1 hora. Conforme os exames que são realizados, nós definimos se as amígdalas serão removidas completamente ou apenas parcialmente, de acordo com o diagnóstico. O procedimento é feito com anestesia geral e não deixa nenhum tipo de cicatriz, já que é realizado pela boca, onde o otorrino faz um corte pequeno para retirar a amígdala”, explicou Kobayashi.

Por mais que seja uma cirurgia simples e rápida, a recuperação pode levar aproximadamente duas semanas e exige diversos cuidados, como ingerir comidas frias e que não precisem ser muito mastigadas, ter cuidado ao escovar os dentes, se hidratar bem com água e suco, evitando a ingestão de refrigerante e álcool, repousar e seguir qualquer outro orientação que seja passada pelo otorrino. Já os pontos costumam cair de forma natural em torno de uma semana.

Dr. André Freire Kobayashi: otorrinolaringologista na Clínica Dolci Otorrinolaringologia e Cirurgia Estética Facial, em São Paulo. Graduação em Medicina pela Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo. Residência Médica de Otorrinolaringologia na Irmandade da Santa Casa de Misericórdia de São Paulo. Título de Especialista pela ABORL. Fellowship em Laringologia no Departamento de Otorrinolaringologia da Irmandade da Santa Casa de Misericórdia de São Paulo.

Advertisement

Agenda de Eventos Acontece

Taxa de câmbio

Taxas de câmbio USD: dom, 16 jun.

Advertisement

Advertisement

Categorias

You cannot copy content of this page