Foto: Pexels/Keenan Constance
Vida e Saúde

Porque aproximadamente 2 bilhões de pessoas estão se sentindo solitárias?

Rebeca Macedo é mentora de inteligência emocional www.encontrandosuasestrelas.com Instagram: @encontrandosuasestrelas
Sending
User Review
5 (1 vote)

Olá! Muito prazer! Sou Rebeca Macedo, mentora de inteligência emocional. Tenho uma empresa no Brasil e nos EUA, além de prestar atendimentos com parceiros na Colômbia, e já há alguns anos, desenvolvo um trabalho com pessoas em todo o mundo, priorizando o desenvolvimento na gestão das emoções. Quero trazer especialmente para a comunidade brasileira do Sul da Flórida, assuntos que estejam relacionados à saúde emocional. Buscando contribuir para o fortalecimento dessa competência emocional que é um diferencial na atualidade, seja no âmbito pessoal ou profissional.

No mês que celebramos o amor, aqui nos EUA, o “Valentine’s Day”, é interessante entender por que tantos estudos demonstram que 30% da população adulta se sente solitária. Segundo o que foi apurado, estamos vivendo uma epidemia de solidão, e uma das causas apontadas são as interações digitais. Há alguns anos, foi realizado um estudo, coordenado pelo pesquisador Matthew Lapierre e sua equipe na Universidade do Arizona, com 3466 jovens de 18-20 anos, e concluíram que a dependência dos smartphones é uma precursora de sintomas de depressão e solidão. Lógico que não é a única causa, temos outros fatores que potencializam, e também a população que faz corpo a esses números mundiais não são somente de adolescentes.

Trazendo como exemplo a realidade que atualmente acompanho de perto aqui nos EUA que é o imigrante, seja brasileiro ou de outras nacionalidades, eles se sentem ainda mais tristes pelo sentimento de orfandade da pátria, da família, dos amigos, da profissão que deixaram no seu país de origem. Além disso, todo o processo de desconstrução que se é vivido, potencializa bastante o senso de não pertencimento e solidão. Mas não são somente os recém-chegados que sentem isso, há muitos vivendo há décadas aqui, mas que parecem que chegaram agora. Muitos são os fatores, às vezes, porque não se encontrou no seu propósito ou porque veio acompanhando o parceiro que tinha o sonho americano, ou mesmo por todas as dificuldades enfrentadas no dia a dia. Muitos também não conseguem a legalização e vivem sobre medo e constante e estresse. E por fim, nesse contexto louco, a formação de laços afetivos, amizades ou ter uma rede de apoio, é bem complexo.

Foto: Pexels/Anna Tarazevich

Por que esse contexto de solidão assusta?

A falta de conexão social supera o risco de chances de morte prematura causados pela poluição do ar que é de cerca de 5% e pela obesidade que é de 20%. A solidão aumenta o risco de morte prematura em cerca de 50%, equivalente a fumar 15 cigarros por dia.
Ou seja, se você tem fortes laços sociais tem 50% menos probabilidade de morrer que as pessoas que não possuem.

A inteligência emocional possui muitas ferramentas que podem ajudar no fortalecimento, porque trabalha também na melhoria dos relacionamentos interpessoais, como também de equilíbrio emocional, aumento de autoestima e autoconfiança, comprometimento com metas estabelecidas, empatia com os demais, diminuição de atritos nos relacionamentos, desenvolvimento de autoresponsabilidade, diminuição de níveis de estresse e ansiedade, melhoria na produtividade e administração de tempo. Tudo isso faz com que o indivíduo fique mais tranquilo e os fatores externos não possuam um peso tão grande, quanto para pessoas que não trabalham seu emocional.

Se você atualmente faz parte da estatística apontada de solidão ou mesmo depressão, busque ajuda, converse com alguém que confie, comente o que sente, às vezes, um café com uma amiga já ajuda, ou busque apoio com o seu grupo religioso e em casos mais sérios, busque também ajuda de profissionais como psicólogos e terapeutas. Lembre-se, a depressão é uma dor real, mas ela não deve ser um fim, muitas pessoas passaram por ela e atualmente já é somente uma história de superação para contar. Todos passamos os nossos vales, mas também no caminho, podemos voltar outra vez a ver a vista do topo da montanha.

Para celebrar o mês do amor, que tal ficarmos atentos ao nosso entorno e distribuir um pouco mais de atenção aos demais? Acredite que um sorriso, um gesto de empatia, de escuta com amor e sem julgamentos pode salvar vidas.

Happy Valentine’s Day!

Advertisement

Agenda de Eventos Acontece

Taxa de câmbio

Taxas de câmbio USD: sáb, 24 fev.

Advertisement

Advertisement

Categorias

You cannot copy content of this page