Foto: Adobe Stock
Dra. Paula Ferreira Pets

Pets fazem bem à Saúde!

Drª. Paula Ferreira. Ferreira Animal Hospital. www.FerreiraAnimalHospital.com miamivets@gmail.com
Sending
User Review
0 (0 votes)

Para os amantes do animais de estimação está na cara que tê-los ao nosso lado faz um bem danado! Poucas coisas na vida se comparam à alegria de chegar em casa e ter o seu companheirinho pronto para oferecer amor incondicional e nos fazer esquecer das dificuldades que encontramos na nossa vida diária.

A união do ser humano com os bichos teve início durante as organizações das primeiras sociedades humanas, quando foram domesticados com o propósito de ser dominados e explorados: eram comida, animais de tração ou proteção. O homem convive com os animais, acredita-se, há mais de 10 mil anos. Essa convivência foi evoluindo à medida que os dois lados aprenderam que a proximidade trazia vantagens mútuas, como por exemplo, os lobos que foram utilizados como proteção logo se acostumaram com a abundância de comida e com o abrigo e o calorzinho ao redor das fogueiras. A amizade e a estima evoluíram, culminando na estreita relação de que desfrutamos hoje com os nossos animais.

Cachorros, gatos, papagaios e tartarugas estão entre os animais que dividem a moradia e os hábitos conosco. Estes animais foram trazidos para dentro de nossas casas sem nenhuma intenção de utilidade, mas sim porque nós nos apaixonamos pelas suas características físicas e seus comportamentos divertidos. Refiro-me aos que carinhosamente denominamos “pets”.

Atualmente os bichinhos de estimação são numerosos. Dados da Pesquisa Nacional de Saúde de 2019, mostram que 46.1% dos domicílios brasileiros tinham pelo menos um cachorro. De acordo uma pesquisa conduzida pela American Pet Products Association, aproximadamente 67% (85 milhões) de famílias americanas tem algum tipo de pet. Esses bichos vivem conosco dentro de nossas casas e participam de nossas vidas tão intimamente que nós os antropomorfizamos, ou seja, fazemos dos nossos pets um membro da família humana. Às vezes, até com um certo exagero, mas com as melhores intenções.

É claro que os benefícios da relação gente-bicho começaram a chamar a atenção dos cientistas, e os estudos renderam frutos. E ainda existem inúmeros estudos em andamento, e cada vez mais encontramos mais razões para amar os animais.

Alguns estudos são fáceis de entender: Ter animais de estimação estimula o exercício físico. Quando você tem um cãozinho, chova ou faça sol, o passeio é sagrado, simples assim!

Foto: Lucas Pezeta/Pexels.

Mas além dos benefícios óbvios, existem os mais sutis, aqueles que se passam dentro da gente e não aparecem do lado de fora. Segundo algumas pesquisas, parâmetros fisiológicos como pressão arterial são mais bem controlados em pessoas que convivem com animais de estimação.

Existem estudos em andamento para descobrir como os animais influenciam positivamente o desenvolvimento psicológico de crianças, além de estudos sobre a relação de crianças que sofrem de autismo, deficit de atenção/hiperatividade e outros distúrbios comportamentais e de aprendizado.

E, quem diria! Animais de estimação são também um forte motivo para ajudar o seu dono a parar de fumar. Como os humanos, os pets também são negativamente afetados pela fumaça de cigarros em casa. Quando um dono fumante se depara com a realidade de que o seu amado bichinho é um fumante passivo, ele muitas vezes prefere deixar de fumar.

A influência dos bichos sobre seus donos não é somente física, mas também psicológica. No nosso mundo moderno, a solidão e a depressão são comuns. Ter um animal como companhia, além de preencher um vazio, também dá ao dono um senso de responsabilidade e de ser necessário.

Na nossa atual sociedade, dominada pela tecnologia e pela auto-absorção, os pets ainda tem o poder de estimular interacões sociais – em pessoa! Ao passear com seus animais nas ruas ou nos parques, os donos cumprimentam e conversam com estranhos, ainda que superficialmente. É magico, não é mesmo?

Os benefícios que o convívio com os animais nos proporciona são muitos, e é possível que até o momento tenhamos descoberto somente a ponta do icebergue. Mas uma coisa é certa e provada: os bichos nos fazem sorrir, aumentando a nossa serotonina, o hormônio da felicidade, e a nossa alegria de viver.

Comente

Clique aqui para comentar

Advertisement

Agenda de Eventos Acontece

Taxa de câmbio

Taxas de câmbio USD: seg, 6 fev.

Advertisement