Jade Matarazzo na imagem de capa com a foto e interferência artística pelo fotógrafo Dede Fedrizzi. @dedefedrizzi
Arte Jade Matarazzo

Jade Matarazzo: um amor infinito pela arte

Sending
User Review
0 (0 votes)

Morando há 32 anos nos Estados Unidos, a empresária e gestora de projetos culturais, Jade Matarazzo é detentora de uma enorme relevância no mundo das artes. Fundadora da The House of Arts e sempre participando de vários outros projetos internacionais, ela também é fundadora da Colecta Magazine. E foi para conhecer mais sobre seus muitos feitos e projetos, que a Revista Acontece convidou-a para uma entrevista especial.

Claudio Tozzi – Astronauta

A infância e a adolescência de Jade estão diretamente ligadas à arte, pois quando criança, na casa de Ciccillo Matarazzo (fundador do Museu de Arte Moderna de São Paulo e da Bienal de Arte de São Paulo), vivia cercada de obras incríveis que influenciaram sua vida. “O cheiro das tintas me encantava, as cores, o entra e sai de artistas diversos que na época estavam criando história, o encanto com as obras nas paredes de artistas como Candido Portinari, Tarsila do Amaral, Magritte, Brecheret e muitos outros. Quando criança, visitei o ateliê de vários deles e meu favorito era sempre Manabu Mabe com suas as cores vibrantes e telas gigantes”.

Já na adolescência, Jade tinha como programas favoritos visitar em São Paulo, o Masp, o Museu de Arte Sacra, o MAM e todas as galerias e exposições que aconteciam na cidade. “Nas férias, enquanto minha turma viajava aos EUA e visitava a Disney, eu ia à Europa e conhecia todos os museus possíveis de cada país em que estava. Os que eu mais gostava de ir eram o Louvre em Paris; o Museu do Vaticano em Roma; o Museu Hermitage, em São Petersburgo, na Rússia, o Museu Del Prado na Espanha e outros”.

A vida profissional

A arte sempre esteve presente de alguma forma em sua carreira, enquanto atuava como fotógrafa, Jade fundou o primeiro estúdio de fotografia de Weston, e notou que a comunidade artística brasileira precisava de mais apoio e organização. Durante anos, realizou saraus de música e arte em casa e assim conheceu cada vez mais as necessidades daquela comunidade. “Desenvolvi o projeto Arte Brazil, que acontecia uma vez por ano, durante oito anos, começou com 18 artistas e em seu último ano, esse número saltou para 70 e quase 300 obras. O projeto se tornou uma exposição com duração de um mês na galeria ArtServe reunindo artistas inicialmente brasileiros e eventualmente latino-americanos que mostravam seus trabalhos, participavam de palestras, workshops, recebiam alunos de várias escolas, enquanto se discutia arte, educação e tecnologia, além de como se posicionar no mercado”, explica Jade.

Mais do que uma exposição de arte, o projeto criou uma comunidade artística mais forte, antenada e acima de tudo com mais apoio, além de novas trocas entre os próprios artistas.

Jade também é fundadora da The House of Arts e de vários outros projetos internacionais, cofundadora da Expoart Japan, Expoart London e Ateliers Without Borders. Também é fundadora da Colecta Magazine, uma revista de arte lançada durante a Art Basel Week 2020, abordando o cenário internacional das artes modernas.

Com engajamento no mercado das artes, Jade tem construído uma carreira sólida no Brasil e no exterior. A influência em seu país não pode ser subestimada, pois grande parte de seu trabalho ocorre através das fronteiras estaduais no Brasil, enquanto ela se envolve com artistas, galerias e comunidades locais. Mas o que torna sua carreira realmente especial é sua capacidade de ir além das fronteiras. De São Paulo a Londres, a Nova York e até Tóquio, seu compromisso com as artes, cultura e educação atinge praticamente todos os continentes do mundo. Talvez o mais importante, porém, seja sua dedicação à criação e curadoria de plataformas para que o talento brasileiro encontre destaque. Seja um artista bem estabelecido ou uma força emergente, Jade exerce seus próprios talentos, paixões e influência para apresentar caminhos para novos mercados e ampliar fronteiras.

A importância da The House of Arts

Em 2019, em parceria com Giuliana Brandão, Jade co-fundou a The House of Arts, uma plataforma totalmente dedicada a representar diversos projetos que cultivam o intercâmbio cultural através da arte. Giuliana é especialista em gestão estratégica de marcas, pesquisa de mercado, publicações editoriais, produção de eventos institucionais e governamentais. Juntas, desenvolvem projetos setoriais no Brasil, Europa e Estados Unidos. Desde então, elas dedicam suas experiências para elevar as carreiras de seus artistas e clientes da moda e da arte no mercado internacional. Atualmente, a The House of Arts apresenta mais de 80 artistas de várias partes do mundo, promovendo projetos culturais, exposições de arte, murais urbanos e outras formas de expressões artísticas. Em 2021, Alessandra Gold e o nova-iorquino Sam Bernstein também se tornaram sócios nesse projeto.

Jade conta que os novos sócios acrescentaram forças à realização de outros projetos e estabilidade empresarial permitindo a ampliação do leque de empreendimentos como o crossover da moda e da arte e a internacionalização de marcas. Com uma carreira consolidada internacionalmente no mercado da moda, Alessandra contribui para o desenvolvimento de novos projetos entre a arte e a moda.

Bernstein possui uma carreira de sucesso em seus 35 anos de experiência no mercado financeiro e de investimentos, abrangendo todos os aspectos desde a formação de negócios, capitalização, operações e monetizações, tendo atuado como fundador e ou diretor de uma ampla variedade de indústrias”, conta Jade.

Luiz Escañuela – Saturnália das commodities

Projetos atuais

Jade afirma que está realizando um dos maiores projetos de sua vida: a pintura da fachada da ONU em Nova Iorque, com o artista e muralista brasileiro Kobra.

Também neste ano, a The House of Arts abrirá suas portas em espaço próprio num dos endereços mais badalados de Miami. Em uma imponente esquina na divisa entre Design District e Wynwood. Trata-se de um empreendimento ambicioso com um espaço de 10.000 sq.ft. A galeria será inaugurada durante a principal semana de arte nos Estados Unidos, a Art Basel Week 2022.

Gilberto Salvador

“A galeria abrirá suas portas com a mostra Chromatica, uma exposição coletiva que comporta o acervo da galeria repleto de artistas brasileiros e internacionais. Entre eles Cláudio Tozzi, Cruz Diez, Gilberto Salvador, Chris Papita, Ildeu Lazarini, Kazuo Wakabayashi, Laerte Ramos, Mathias Mesquita, Adriana Vignoli, Fernanda Figueiredo, Miguel Gontijo, Heloísa Hariadne, Zevi G, Rag e muitos outros que compõem o acervo de 45 artistas da galeria”, conta Jade.

Para 2023, Jade planeja impactar ainda mais a comunidade com um viés artístico. “Na The House of Arts, teremos aulas de História da Arte, pintura, desenho, programas sociais e capacitação através da arte, moda, etc.; para apoiar as mulheres imigrantes em situação de risco, tudo através da arte. Teremos residência artística recebendo artistas do mundo todo criando projetos para a institucionalização dos mesmos”.

Edu Silva

Premiações

A lista de premiações de Jade é grande:

  • 2020 Melhor Galeria de Destaques no Red Dot – The House of Arts
  • 2019 Focus Brazil Visual Arts Awards – Outstanding Achievement – Kobra Mural no Adrienne Arsht Center
  • 2019 Red Dot Awards – Melhor Novo Expositor – The Wall of Arts
  • Prêmio Focus Brasil de Artes Visuais 2018 – Melhor Fotógrafo de Belas Artes
  • Prêmio Focus Brasil Artes Visuais 2017 – Melhor Evento de Artes Visuais – Art Brazil
  • 2016 International Press Awards – Melhor Evento Cultural – Art Brazil
  • 2015 International Press Awards – Melhor Evento de Artes Visuais – Art Brazil
  • Prêmio Internacional de Imprensa Brasileira 2014 – Melhor Fotógrafo
  • Prêmio Imprensa Brasileira Internacional 2012 – Melhor Artista Visual
  • 2008 Prêmio Wolfgang Amadeus em Viena, Áustria – Curvas
  • Prêmio Francisco de Goya 2006 – Barcelona, ​​Espanha – Mind Over Matter
  • Algumas das exposições que Jade participou
  • 2017 Nova York BEA|Perspectivas em constante mudança
  • 2017 Jo Slaviero & Guedes Galeria de Arte (São Paulo)|Perspectivas em constante mudança
  • 2017 Tóquio – Tanabata
  • 2015 Museu Morikami (Palm Beach)|Tanabata: West Encounters East
  • 2013 Design District (Miami) | Ornare
  • Galeria Artserve 2012 (Fort Lauderdale)|Contar histórias através da fotografia
  • 2009 BCC Art Gallery (Miami)|2009 Décima Mostra de Arte Contemporânea
  • 2008 Galeria Municipal de Los Angeles – Vistas Contemporâneas do Brasil, Cuba e Haiti
  • 2007 Hollywood Playhouse Art Gallery (Hollywood)|Compaixão
  • 2007 Sunrise Civic Center – Higher Grounds
  • 2006 Galeria Solange Rabelo – Fronteiras

Comente

Clique aqui para comentar

Advertisement

Agenda de Eventos Acontece

Taxa de câmbio

CurrencyRate

Advertisement