Destaques Economia

Goldman Sachs pode se mudar para a Flórida

O grupo financeiro multinacional muito importante de Wall Street, Goldman Sachs, anunciou no último domingo, 6 de dezembro, que a empresa deve abrir uma operação na Flórida, abalando o mercado de Nova York.

A decisão surgiu diante dos impactos da pandemia, e foi comunicada à revista econômica Bloomberg. Os executivos da Goldman Sachs estão avaliando locais para abrigar a divisão de gestão de ativos, uma das principais sessões da empresa, em meio ao sul do estado.

A ideia em migrar o banco de investimentos para a Flórida surgiu a partir do bom resultado do trabalho remoto, influenciado pela pandemia, e é uma forma de reduzir os custos da empresa. As cidades da Flórida apresentam grande vantagem comparadas à NYC, que é uma capital de custo muito elevado. Além disso, os impostos do estado são menos onerosos do que os de Nova York.

Se a mudança for confirmada, o banco de investimentos não será o único à deixar Wall Street. No mês de outubro, a grande gestora de fundos Elliot Management, do bilionário Paul Singer, também anunciou a mudança de sua sede em Manhattan para West Palm Beach. Além disso, em 2019, o investidor Carl C. Icanh, também levou sua empresa de NYC para Miami.

Fontes indicaram à Bloomberg que Goldsman estuda áreas ao norte de Miami, incluindo Palm Beach e Fort Lauderdale.

You cannot copy content of this page