Comunidade TV

FILHAS DE EVA – Renata Sorrah fala sobre Stella, sua personagem em ‘Filhas de Eva’ 

Sending
User Review
0 (0 votes)

Com estreia marcada para a próxima terça-feira, dia 12 de julho, no canal internacional da Globo, ‘Filhas de Eva’ começa com uma decisão surpreendente da personagem Stella, vivida por Renata Sorrah. Durante sua festa de Bodas de Ouro, enquanto assiste aos belos trechos de sua própria vida no telão, ela tenta entender como aquela jovem cheia de sonhos se tornou a mulher que é hoje, aos 70 anos. O questionamento lhe traz a certeza de que deseja se divorciar. E o pedido de separação é feito para o marido Ademar (Cacá Amaral) em alto e bom som, no meio da festa, para o espanto geral.   

Na tentativa de convencer a mulher a voltar para casa, Ademar corta totalmente os recursos financeiros de Stella, que sem opção decide morar na antiga casa de sua família, um imóvel caindo aos pedaços, praticamente abandonado, no bairro onde cresceu. O local está coberto de poeira e precisa de inúmeros reparos, mas ela descobre que ali é o melhor lugar para se reconectar consigo e com sua própria essência. Mal sabe ela que aquela casa, onde estão tantas lembranças e histórias de sua juventude, esconde muito mais do que imagina.  

Advogado rico e bem-sucedido, Ademar jamais imaginou que seria dispensado pela mulher após 50 anos de uma vida a dois. Amante do poder e orgulhoso do patrimônio que construiu, ele consolidou sua carreira trabalhando com clientes de ética duvidosa, mas perante a sociedade, sempre passou a imagem de chefe de família, provedor de conforto e estabilidade. 

Ao ouvir o pedido de separação, Ademar se vê ameaçado. Quando Stella se muda para a antiga casa de sua mãe, ele reage de forma exagerada. E não será apenas pelo casamento desfeito – o ex-marido esconde um segredo, que ela só descobrirá depois. Ademar, seu assistente Luiz Fernando (Aldo Perrota), e um de seus clientes, o deputado Sampaio (Stênio Garcia) estarão sempre de olho em Stella.

ENTREVISTA COM RENATA SORRAH

Sua personagem em ‘Filhas de Eva’ é a responsável por gerar uma grande reviravolta na trama. De onde acha que surge essa motivação para a Stella pedir o divórcio? 

A primeira fala da Stella na série é: ‘Eu quero o divórcio’. Isso acontece na festa de comemoração dos 50 anos de casamento. E ela diz ‘eu não me reconheço mais’. Eu, Renata, acho isso tão incrível e importante para as mulheres. Ela fala: ‘Eu não sei mais quem eu sou. Onde ficou a jovem cheia de planos, de sonhos, de coragem?’. Esse episódio da Stella é o que vai deflagar todas as outras tramas. Stella vai em busca da sua liberdade, dos seus desejos. Ela descobre que um casamento feito o dela, como instituição, não é mais uma opção, como era anos atrás. A gente até fica achando que não é mais uma opção hoje em dia, mas na verdade, ainda é para muitas mulheres.

De que forma a Stella traz a atualidade da série?

Nós, mulheres, ainda estamos em plena luta para abrir caminhos. Quando Stella, sem planejar, decide se separar, acabando com um casamento de 50 anos, essa libertação vai reverberar em outras mulheres da série – na sua filha, na sua neta – e eu espero que também nas espectadoras. É muito bonito o caminho dela porque, daí em diante, ela vai lutar para se tornar uma mulher atenta, que escuta as vozes livres que ecoam. Ela vai atrás de novos caminhos. Ela quer ter uma voz agora, ela quer ter uma individualidade para pensar, para se aceitar e para repensar. Essa trajetória da Stella é o fio dorsal da série.

Como enxerga a relação da Stella com a filha Lívia? 

A Lívia é o oposto da Stella. A Stella se liberta e diz: ‘Isso eu não quero mais. Vou arcar com todas as consequências, mas eu vou romper com essa relação, com esse casamento e com essa vida que eu tive até agora’. Não é só com o casamento, é com a vida. E a filha não conseguiu romper ainda. A filha é uma psicóloga, mas tem uma relação tóxica e neurótica com o marido. Eu acho que o que acontece é que ela rejeita a mãe diante de todas as decisões firmes e concretas que a Stella toma. A Livia não fica do lado da mãe, mas, depois, ao longo da história, a atitude da Stella e o fato de ela se apaixonar de novo – olha que delícia – vão influenciar muito no casamento da própria Livia, que também está em crise. 

E com a neta, Dora? Como é relação das duas?

A mais parecida com a Stella é a neta. A Dora é uma adolescente feminista, ativista, e tem orgulho da avó. Quando cai a bomba na família e a Stella fala que quer o divórcio, ela vai embora da festa para um hotel. É uma coisa muito forte. Ela não faz nenhum planejamento em relação à divisão dos bens, que geralmente fazem, com um patrimônio de 50 anos. Ela não está pensando nisso, ela só quer sair, respirar. A Stella precisa de oxigênio. A relação dela com a neta é muito boa. A Dora se espelha muito nela e, como adolescente, também vai ter seus problemas. Mas vai resolver, porque essa atitude da Stella vai ajudar todas as mulheres. Ela tem um orgulho da avó, ela se espelha na Stella. 

Qual a sua expectativa para a estreia na TV Globo?

Eu acho que vai ser um sucesso. É uma série muito bem-feita, exemplar no seu processo de construção, com direção, atores, autores, toda a equipe técnica, de criação.  A gente trabalhou com tanto prazer e com tanta vontade de fazer, acreditando tanto, que eu tenho certeza de que isso fura a tela da televisão. É muito importante quando você acredita no trabalho que está fazendo. Foi um encontro delicioso com a Giovanna e a Vanessa. A gente já tinha trabalhado juntas, mas não tão próximas. Nós ficamos bem próximas, amigas, foi muito bom! O Leo [Leonardo Nogueira] é um excelente diretor, foi uma delícia trabalhar com ele. Toda a equipe foi incrível. E atores muito bons: Cacá Amaral, Dan Stulbach, Marcos Veras, Analu Prestes, Erom Cordeiro, Jean Pierre Noher, Stênio Garcia, Silvia Salgado… foi um prazer. 

Criada e escrita por Adriana Falcão, Jô Abdu, Martha Mendonça e Nelito Fernandes, com direção artística de Leonardo Nogueira e direção de Felipe Louzada e Nathalia Ribas, ‘Filhas de Eva’ vai ao ar às terças e quintas-feiras, a partir das 21h35 (horário de NY), depois de ‘Pantanal’ no canal internacional da Globo.

Atendimento de imprensa

Patricia Bernardon patriciabernardon@outlook.com

Mais informações e fotos em www.redeglobo.com/imprensa

Comunicação Globo

Miami, 08 de julho de 2022

Mais informações www.redeglobo.com.br

Advertisement

Agenda de Eventos Acontece

Taxa de câmbio

CurrencyRate

Advertisement

You cannot copy content of this page

X
X