Bruno Militz
Entrevistas Esporte

Entrevista com o Jogador do Boca Raton FC, Bruno Militz

Contabilidade
Sending
User Review
0 (0 votes)

Por: Arthur Fernandes
De Administrador de Empresas à Jogador de futebol, conheça a história de Bruno Militz
Bruno Militz têm 25 anos, nasceu em Santa Maria (Rio Grande do Sul – Brasil) e atua como meio-campista na Lynn University (Estados Unidos) e no Boca Raton FC (Estados Unidos). Militz é formado em Administração de Empresas no Brasil, e antes de se formar, atuou na área durante 9 anos em um negócio familiar. Após a sua formação na faculdade, o mesmo resolveu deixar a empresa e buscar oportunidades diferentes, sendo assim, percebeu a importância da Língua Inglesa e decidiu participar de algum intercâmbio.
Infelizmente, o brasileiro sofreu uma grave lesão e ficou se recuperando por aproximadamente 5 meses, mas durante esse tempo resolveu que iria voltar a jogar futebol, sonhando com uma vida melhor, que nunca tinha levado a sério antes. Bruno entrou em contato com diversas pessoas, mas sem sucesso, pois a maioria delas solicitavam gravações de partidas disputadas e a única coisa que tinha era o seu sonho de jogar. Através de uma amiga, Militz conheceu a Next Level Sports, empresa que na época ainda estava em crescimento no Brasil, com isso, surgiu a oportunidade de gravar algumas partidas e selecionar os melhores momentos.
O programa da empresa oferece bolsas em universidades estadunidenses através do futebol, logo, Bruno entrou em contato com a Next Level Sports para saber qual era a possibilidade de um atleta cursar uma pós-graduação através deste programa. Segundo o brasileiro, o atendimento foi ótimo, mas os mesmos relataram a raridade de um atleta cursar uma pós-graduação desta forma e ainda receber uma bolsa, afinal, o projeto era focado em jogadores que estavam finalizando o ensino médio ou iniciando a faculdade. Sem outras opções, Bruno resolveu tentar.
A Next Level Sports realizou seu primeiro Showcase no Rio de Janeiro, juntando diversos atletas de todo o Brasil para realizar um campeonato, onde alguns treinadores norte-americanos pudessem observar os atletas pessoalmente ao invés de enviar vídeos. Com pouco tempo de preparação, Bruno foi um dos atletas em destaque e recebeu 5 propostas para jogar nos Estados Unidos, todas elas com 100% de bolsa para estudar e jogar em diversas universidades.
Na temporada de 2015, Bruno Militz começou jogando em 9 de 10 partidas pelo Boca Raton FC, marcou 3 gols e forneceu 3 assistências, além disso, foi campeão da American Premier Soccer League (APSL).
“A minha primeira experiência em terra norte-americana não poderia ter sido melhor. Eu consegui adiantar a minha vinda para os Estados Unidos, afinal, gostaria de estudar melhor o inglês morando no país, pois iria me ajudar a cursar a pós-graduação. Nesse meio tempo, perguntei ao meu treinador da faculdade se havia algum time local, onde eu pudesse ficar treinando. Foi assim que eu conheci o Boca Raton FC, que na época iria disputar a primeira temporada na história da franquia. Eu tive o prazer de ajudar-los na conquista do primeiro campeonato do clube, fazendo história junto a eles”, disse Bruno Militz.
Já pela Lynn University, Militz participou desde o inicio de todas as 15 partidas, sendo um dos quatro jogadores do elenco a realizar essa proeza, marcou 4 gols e forneceu 5 assistências, logo, foi o segundo jogador da equipe com mais assistências e o terceiro atleta do time com mais gols marcados. Porém, ficou em sexto lugar na tabela de assistências da Sunshine State Conference, que é o torneio por qual a universidade participa.
“A temporada universitária é muito dura. Você se prepara o ano inteiro para jogar entre 15 e 25 jogos de Setembro até Dezembro, são muitas partidas em pouco tempo. A preparação mental e física é o principal para você seguir sempre jogando em alto nível. Em 2015, eu tive um bom ano dentro do time, mas não foi tão bom para a equipe em si. Consegui me destacar, porém, estamos falando de um esporte coletivo, onde é preciso de outras pessoas para um time conquistar o sucesso. Agradeço pela grande experiência que tive, mas gostaria de ter chegado mais longe com a equipe”, comentou Bruno.
Na temporada de 2016, o meio-campista começou jogando em 9 de 10 partidas pelo Boca Raton FC, marcou 4 gols e forneceu 3 assistências, além disso, foi bi-campeão da American Premier Soccer League (APSL) com o time. Na Lynn University, o brasileiro participou desde o início da partida em 5 de 8 jogos, marcou 2 gols e concedeu 2 assistências, ainda foi campeão da Sunshine State Conference e do torneio da conferência.
“O ano de 2016 foi melhor do que o ano de 2015. A temporada de 2015 foi um ano de aprendizado, foram novas experiências. A temporada de 2016 foi um ano de colocar em prática as falhas vividas em 2015, começando pelo bi-campeonato da APSL pelo Boca Raton FC, depois com os 2 títulos pela Lynn University. Em resumo, os momentos que falhamos são os melhores momentos de nossas vidas, pois são neles que aprendemos a nos reerguer e voltar ainda mais forte”, comparou o jogador brasileiro.
Bruno Militz já disputou diversos amistosos e jogos-treinos pelo Boca Raton FC, entre os adversários estão: Shakhtar Donetsk (Ucrânia), Seleção da Jamaica, São Paulo FC (Brasil) e Fort Lauderdale Strikers (Estados Unidos). O Boca Raton FC aproveitou a participação do Shakhtar Donetsk e do Fort Lauderdale Strikers na Florida Cup 2016 para realizar seu primeiro amistoso internacional e um jogo-treino com o time da NASL, o mesmo ocorreu com o São Paulo FC, pois o clube brasileiro participou da Florida Cup 2017 e a franquia norte-americana aproveitou para realizar um jogo-treino. Em 2016, a Seleção Jamaicana viajou para os Estados Unidos para disputar a Copa América Centenário, mas antes do torneio realizou um jogo-treino com o Boca Raton FC.
“Primeiramente, quero dizer que estas experiências foram únicas e todas serão inesquecíveis na minha vida. Entre todos os times, o mais marcante foi o jogo-treino contra o São Paulo FC. O motivo é porque todos os outros confrontos foram amigáveis e os times não estavam dando o seu máximo. Contra o São Paulo FC, acredito que por ter sido em época de pré-temporada, com o novo comando do técnico Rogério Ceni e somando com a preparação para a Florida Cup, todos os atletas estavam querendo para mostrar serviço”, declarou o meio-campista.
Outra experiência vivida por Bruno Militz foi jogar ao lado dos jogadores Luizão e Marcio Amoroso no Boca Raton FC. O zagueiro Luizão teve passagens por diversos clubes do mundo, entre eles: Cruzeiro (Brasil), Vasco da Gama (Brasil) e Bahia (Brasil), FC Lucerne (Suiça) e FC Bunydkor (Uzbequistão), além disso, vestiu a camisa da Seleção Brasileira Sub-20. O atacante Marcio Amoroso também jogou por diversos clubes do mundo, como: Borussia Dortmund (Alemanha), Udinese (Itália), São Paulo (Brasil) e Flamengo (Brasil), mas já defendeu as cores da Seleção Brasileira.
“Se eu for contar tudo que eu aprendi com Luizão e Amoroso, eu poderia escrever um livro. Tenho que agradecer as oportunidades que a vida me deu neste caminho, mas também as pessoas que eu conheci. Eles são duas pessoas super humildes e que gostam muito de ajudar as outras pessoas. Tanto Luizão quanto Amoroso, estavam sempre dispostos a nos ensinar e a mostrar um pouco mais do que é o futebol no mundo profissional, melhor do que ter jogado com eles, foi ter ganho o bi-campeonato da APSL ao lado deles, obviamente, colocando na prática todo conhecimento adquirido por estes grandes profissionais”, contou Bruno Militz.

Rogério Ceni e Bruno Militz

Comente

Clique aqui para comentar

Advertisement

Agenda de Eventos Acontece

Taxa de câmbio

Taxas de câmbio USD: sex, 24 maio.

Advertisement

Advertisement

Categorias

plugins premium WordPress

You cannot copy content of this page