Cônsul-Adjunto Lucas Challela, Monica Evers, ‘Deputy Manager Operations of North America’, Rafael Leonor, ‘Operations Officer of North America’, Embaixador Adalnio Senna Ganem, Nilambari Seth, “Regional Head of North America” da empresa VFS Global, Cônsul-Geral Adjunto Nilo Barroso e Edward Palmer, ‘Deputy Regional Head of North America’
EUA Imigração News

Em funcionamento o E-visa Brasileiro nos EUA

Sending
User Review
0 (0 votes)

Miami dia 6 de fevereiro de 2018

O Cônsul-Geral, Embaixador Adalnio Senna Ganem, acompanhado da equipe de diplomatas do Posto, recebeu comitiva da empresa VFS Global, responsável pelo processamento do visto eletrônico (e-visa) brasileiro em todo o mundo. A empresa foi representada pela senhora Nilambari Seth, “Regional Head of North America”, e por outros executivos. 

Na reunião, que marcou os 10 dias de operação do e-visa nos EUA, foi feita avaliação sobre o funcionamento do sistema. Também foi reconhecida a eficiência do e-visa, que permite o processamento em menos de um minuto dos pedidos de visto que chegam ao Consulado-Geral do Brasil em Miami, desde que dentro das especificações. Foram mencionados, por sua vez, aspectos do sistema operacionais que precisam ser aperfeiçoados. A representante da VFS Global afirmou que a empresa segue trabalhando para alcançar as metas de qualidade determinadas no contrato.

Ao fim do encontro, o Cônsul-Geral manifestou expectativa de que o visto eletrônico representará expressivo ganho de eficiência com relação ao visto tradicional, com impacto positivo sobre o fluxo de visitantes ao Brasil. 

A implantação do e-visa é mais uma iniciativa na modernização dos serviços consulares e permitirá que a rede consular brasileira se concentre ainda mais no atendimento ao cidadão brasileiro no exterior.

Saiba mais sobre o visto eletrônico para cidadãos americanosDesde 25 de janeiro, cidadãos norte-americanos podem solicitar visto eletrônico (e-visa) para ir ao Brasil para fins de turismo, negócios ou trânsito (visita de curta duração). Com esta iniciativa, o pedido de visto para o Brasil será mais fácil, mais barato e mais rápido. Trata-se de mais uma iniciativa do governo brasileiro de modernização dos serviços consulares, que vem beneficiando tanto cidadãos brasileiros quanto estrangeiros. O e-visa custa apenas USD 44 (mais uma taxa de serviço de USD 4.24) e será válido por até 2 anos. Com o e-visa, o visitante pode permanecer no Brasil por 90 dias a cada vez que entrar no país, com um limite de 180 dias por ano.Os cidadãos dos EUA ainda podem solicitar o tradicional visto de 10 anos por meio da rede consular brasileira. As solicitações para outros tipos de vistos (geralmente para permanência de longo prazo) também devem ser feitas através da rede consular brasileira.Todo o processo para o e-visa é feito online, o que significa que os solicitantes não precisam ir até o Consulado brasileiro. É possível solicitar e-visa e obtê-lo remotamente, por meio do site (www.vfsglobal.com/brazil-evisa), por aplicativo para celular ou tablet. O documento será emitido eletronicamente em até cinco dias úteis e o portador poderá imprimir o visto em casa. Os requerentes de e-visa não terão de passar por uma entrevista no Consulado, apenas em alguns casos especiais.Na primeira fase do projeto, o estrangeiro deverá mostrar ao funcionário da companhia aérea uma cópia impressa ou imagem digitalizada do visto eletrônico para poder embarcar para o Brasil. No futuro, o e-visa será associado ao número do passaporte do cidadão norte-americano aos bancos de dados de imigração brasileiros. O próximo passo é que o e-visa seja completamente digital.”Se queremos competir por turistas internacionais, temos que acabar com a burocracia e estender um tapete vermelho para que eles escolham nossos destinos, aumentando a economia brasileira e ajudando a criar mais empregos em nosso país”, disse o Ministro do Turismo do Brasil, Marx Beltrão.O Itamaraty iniciou o projeto de e-visto para os cidadãos dos EUA, Austrália, Canadá e Japão. Os Consulados brasileiros nesses quatro países representaram cerca de 65% da demanda mundial de vistos de turista para o Brasil em 2016 e cerca de 60% da demanda de vistos de negócios. Os Estados Unidos são o segundo maior mercado de turistas para o Brasil, atrás da Argentina. Por ano, mais de 570,000 americanos viajam para o Brasil e injetam US $ 710,5 milhões na economia. No entanto, o Brasil é o destino de apenas 0,7% dos mais de 75 milhões de turistas americanos que viajam pelo mundo. Com o e-visa, de acordo com as projeções do Ministério do Turismo do Brasil, os visitantes dos EUA gastarão USD 177,6 milhões a mais na economia brasileira.Os cidadãos de outras nacionalidades ou requerentes de outros tipos de vistos só podem solicitar vistos regulares. Para obter mais informações, visite miami.itamaraty.gov.br.

Fonte: Setor de Cooperação Comunitária – Seção de Imprensa Consulado-Geral do Brasil em Miami

Advertisement

Agenda de Eventos Acontece

Taxa de câmbio

CurrencyRate

Advertisement