Coronavirus Destaques

Confira a atual situação da Covid no Brasil e EUA

ESTADOS UNIDOS

O número de doses diárias de vacinas administradas aos americanos aumentou – no último fim de semana, a média foi de 2,3 milhões no sábado e no domingo. Uma meta razoável para que as infecções continuem em queda, segundo infectologistas, é de pelo menos 3 milhões por dia, até o final deste mês. 

Com os números de novas contaminações cada vez mais em baixa, alguns estados americanos já afrouxaram muito as regras impostas na pandemia, mesmo que para especialistas isso ainda não seja o cenário ideal. 

Texas e Mississippi não obrigam mais o uso de máscaras, assim como Iowa e Montana, desde o mês passado. Massachusetts retirou os limites de capacidade dos restaurantes e na Carolina do Sul encontros com mais de 250 pessoas já são permitidos.

FLÓRIDA

Pessoas abaixo de 65 anos que fazem parte do grupo de risco considerado “extremamente vulneráveis” à Covid – dentre estes, pacientes de câncer, diabetes, hipertensão e cardiopatas – já podem se vacinar nas farmácias e consultórios médicos autorizados na Flórida. A ordem ainda não abrange postos de vacinação. O estado também estendeu a elegibilidade da vacina para policiais, bombeiros e professores com 50 anos ou mais.

BRASIL

Ontem, 3 de março de 2021, o Brasil bateu um novo recorde ao registrar 1.910 mortes por Covid-19 em 24h. Este é o 42º dia em que a média móvel de mortes está acima de mil, a sequência mais longa até o momento. 

Com a vacinação atrasada, o governo brasileiro anunciou que tem a intenção de compra de 138 milhões de doses das vacinas da Pfizer e da Janssen (Johnson&Johnson). 

Contratos devem ser assinados até o início da próxima semana. De acordo com o documento, o governo de Jair Bolsonaro planeja adquirir 100 milhões de doses da Pfizer e outras 38 milhões de doses da Janssen.

You cannot copy content of this page
X