Quando os níveis de estresse estão muito altos, ou seja, o estresse vira crônico, muitos problemas físicos e de saúde mental podem ocorrer
Vida & Saúde Vida e Saúde

Como lidar com o estresse nas nossas vidas

Sending
User Review
0 (0 votes)

Por Dr. Ana Gouvea

Um dos maiores problemas da sociedade moderna é o estresse. Ele ocorre como resposta a uma situação difícil em nossas vidas. Quando pedimos para as pessoas definirem o estresse, muitas mencionam:
• tenho preocupação excessiva;
• me sinto sobrecarregado;
• sinto frustração por não conseguir dar conta de tudo que tenho para fazer;
• há muita coisa junta e não consigo lidar com tudo.

O estresse é consequência da constante preocupação com o futuro e do sentimento de impotência que essa preocupação pode gerar. Entretanto, os mecanismos fisiológicos relacionados ao estresse têm, em princípio, a função de nos proteger do perigo. É o que chamamos da resposta “lutar, fugir ou congelar”.

Suponhamos que um tigre vai nos atacar. A resposta ao estresse poderia ser lutar com o tigre (lutar), sair correndo rapidamente (fugir) ou se esconder (congelar). Nessas situações nosso cérebro manda sinais para o corpo, que podem ajudar com a situação estressante: nosso coração começa a bater mais rápido, nossa respiração acelera e fica menos profunda para ajudar a fornecer mais oxigênio para o coração e os músculos ficam mais tensos. Se temos que lutar, fugir ou congelar para sobreviver ao ataque de um tigre, todas essas reações do nosso cérebro e corpo são perfeitas. Porém, se não há nenhum perigo à nossa frente e nosso cérebro continua a mandar sinais de perigo para o corpo, podemos desenvolver ansiedade ou estresse crônico. O problema surge quando nossa mente e nosso corpo não diferenciam o perigo real do perigo imaginário como, por exemplo, uma reunião com o patrão.

Quando os níveis de estresse estão muito altos, ou seja, o estresse vira crônico, muitos problemas físicos e de saúde mental podem ocorrer: depressão, ansiedade, ataques de pânico, dor de cabeça, problemas digestivos, dor muscular, cansaço, dificuldade para dormir, dentre outros.

Muitas vezes, para lidar com o estresse, desenvolvemos hábitos negativos: fumar, beber, usar drogas, brigar, gritar, ter disfunções alimentares como a bulimia e a anorexia. Esses hábitos aliviam o estresse por um período curto de tempo. Saímos do trabalho e vamos a um bar tomar uma cerveja ou chegamos em casa e tomamos um uísque. 1, 2, 3… e nos sentimos melhor, mas no dia seguinte as preocupações estão de volta e de novo não sabemos como lidar com tantos problemas, com tantas responsabilidades da nossa vida diária.

A solução para o estresse tem que ser de longo prazo. Temos que desenvolver mecanismos saudáveis para lidar com ele. Um desses mecanismos é a meditação com foco na respiração. Esse tipo de meditação é também chamado de atenção plena ou, em inglês, “mindfulness meditation”. Na meditação desenvolvemos uma maneira nova de lidar com os nossos pensamentos e com as nossas preocupações. Deixamos de ser vítimas dos nossos pensamentos. Então, respire fundo várias vezes, concentre-se nesse processo da respiração e tente manter a sua mente no momento presente. Em artigos futuros falarei mais sobre a atenção plena.

Advertisement

Agenda de Eventos Acontece

Taxa de câmbio

Taxas de câmbio USD: qua, 21 fev.

Advertisement

Advertisement

Categorias

You cannot copy content of this page