Economia News

Como governo de extrema-direita na Itália afeta brasileiros?

Contabilidade
Sending
User Review
0 (0 votes)

Eleição de Giorgia Meloni pode trazer mudanças na política de imigração.

Giorgia Meloni, política de extrema-direita, venceu as eleições e assume o governo da Itália a partir do final de outubro. Desde o fim da Segunda Guerra Mundial, em 1945, esta é a primeira vez que um líder pós-fascista assume o poder italiano.  

A aliança de direita, constituída pelo partido de Meloni, Irmãos da Itália – que sozinho obteve 26% dos votos – e pelos Partido Democrático, Movimento 5 Estrelas, Liga, Força Itália e Aliança Ação somaram 43% dos votos nas eleições legislativas.

Conhecida por ser admiradora de Mussolini, Meloni será a primeira mulher a governar a Itália. Em seus discursos ela faz críticas aos direitos LGBTQIA+, defende a saída de seu país da União Europeia e propõe restringir a imigração.

Afinal, o que a vitória da extrema-direita na Itália significa para os brasileiros?

De acordo com Renato Lopes, CEO da Lopes & Avv. Domenico Morra, escritório especializado em passaporte italiano, nenhum extremismo político é benéfico, mas essa vitória da extrema-direita preocupa, pois são nacionalistas que podem querer mexer ou fazer algum tipo de alteração na lei imigratória, mas não diretamente na cidadania italiana, que acontece pela confirmação de laços sanguíneos com a Itália.

“Enxergo que a questão imigratória será atacada ‘de cara’ por esse novo governo. Pode ser de que de algum modo isso resvale no passaporte italiano, caso haja alguma modificação na lei imigratória, como em 2019, quando o então Ministro do Interior Matteo Salvini tornou obrigatório a proficiência em língua italiana no nível B1 (comprovado por prova escrita e oral realizada por órgãos parceiros dos consulados italianos regionais, que homologam e reconhecem essa certificação) para a obtenção de cidadania dessa nacionalidade a partir do matrimônio”, informa Lopes.

Diante desse cenário, o especialista observa ser um bom momento para solicitar o passaporte italiano, antes que possíveis alterações nas leis imigratórias possam atingir a obtenção dessa cidadania. Lopes ainda evidencia que quando um escritório especializado abre uma ação judicial para que determinada pessoa consiga o passaporte italiano, o juiz não questiona a proficiência do idioma e o cônjuge italiano tem os mesmos benefícios em países que reconhecem seu parceiro como um cidadão italiano, mesmo se o primeiro não tiver passaporte italiano.

Advertisement

Agenda de Eventos Acontece

Taxa de câmbio

Taxas de câmbio USD: sáb, 24 fev.

Advertisement

Advertisement

Categorias

You cannot copy content of this page