Turismo

Brasileira tem visto nos EUA cancelado por vender conteúdos no OnlyFans

Contabilidade
Sending
User Review
0 (0 votes)

De acordo com Daniel Toledo, advogado e especialista em Direito Internacional, a imigrante contava com um visto de estudante, tornando ilegal qualquer trabalho remunerado

Os Estados Unidos é um dos destinos mais procurados por pessoas de todo o mundo que, muitas vezes, buscam uma vida melhor e mais próspera. Muitos querem estudar, trabalhar ou simplesmente viver no país que é considerado uma potência mundial.

No entanto, esse objetivo nem sempre pode ser alcançado. A imigração é um tema complexo e controverso, e as leis que regem o ingresso e permanência de estrangeiros nos EUA podem ser rigorosas e restritivas. Com isso em mente, é importante analisar todas as possibilidades legais antes de realizar qualquer movimento que, muitas vezes, pode ser interpretado como uma incoerência em relação ao intuito inicial da viagem.

De acordo com Daniel Toledo, advogado que atua na área do Direito Internacional, fundador da Toledo e Associados e sócio do LeeToledo PLLC, escritório de advocacia internacional com unidades no Brasil e nos Estados Unidos, revela o caso inusitado de uma brasileira que foi obrigada a deixar o país. “Ela solicitou seu visto para estudar nos EUA e foi aprovado. No entanto, após três meses de estadia, essa estudante recebeu uma notificação pedindo seu retorno ao Brasil e informando o cancelamento de seu visto. Sem entender, a brasileira voltou ao seu país e me procurou para entender o que havia acontecido”, revela.

Quando solicitou o FOIA (Freedom of Information Act) da imigrante, Toledo conseguiu entender o motivo de seu visto ter sido revogado. “Essa brasileira estava efetivamente estudando nos EUA, atendendo a categoria de visto que havia solicitado. No entanto, ela também vendia conteúdos adultos na plataforma OnlyFans e esse foi, justamente, o motivo da deportação. Esse tipo de atividade é considerada como trabalho pelo serviço de imigração americano, e isso é estritamente proibido para aqueles que contam com um visto estudantil”, relata.

advogado alerta que os imigrantes devem estar atentos para não deixarem a chance de viverem nos Estados Unidos escapar pelas próprias mãos. “Quando alguém solicita uma categoria de visto, passa pela entrevista e fala ao agente consular sua finalidade com a viagem, espera-se que esses fins sejam cumpridos. Realizar qualquer atividade remunerada, mesmo que sejam bicos ou trabalhos no ambiente digital, pode ser considerado uma irregularidade por parte daqueles que solicitaram um visto para estudar no país norte americano”, declara.

Toledo aponta, ainda, que o OnlyFans se tornou um problema capaz de atrapalhar o crescimento dos empregos na sociedade. “Além de causar danos em relação à moralidade, muitas pessoas estão deixando os trabalhos convencionais de lado para em ir em busca de um dinheiro fácil, oferecido por plataformas de conteúdo adulto. Isso é um grande problema e diminui a busca por cargos no mercado de trabalho. Nos EUA, por exemplo, a consequência desse movimento é a liberação de mais vistos para imigrantes que desejam trabalhar no país, ocupando as vagas que, normalmente, seriam destinadas à população americana”, finaliza.

Advertisement

Agenda de Eventos Acontece

Taxa de câmbio

Taxas de câmbio USD: sáb, 18 maio.

Advertisement

Advertisement

Categorias

plugins premium WordPress

You cannot copy content of this page