Turismo

Turismo LGBTQIA+ impulsiona setor em várias frentes

Sending
User Review
0 (0 votes)

Segundo pesquisas, destinos que priorizam o respeito e a segurança da comunidade LGBTQIA+ são quatro vezes mais rentáveis que o setor tradicional

Em junho é comemorado o Mês do Orgulho LGBTQIA+, momento marcado por diferentes movimentos de conscientização e celebração da comunidade. Durante esse mês, muitas pautas são levantadas para ajudar a romper preconceitos e incentivar a diversidade. Essas temas, no entanto, podem e devem ser fomentados em todos os doze meses do ano devido a sua importância. 

Quando pensamos no turismo, por exemplo, essa comunidade desempenha um papel relevante e impulsiona o setor em diferentes frentes. Segundo pesquisas realizadas pela Organização Mundial de Turismo (OMT) e a Associação Internacional de Turismo LGBTQIA+ (IGLTA) em 2022, o turismo LGBTQIA+ é quatro vezes mais rentável que o convencional. 

Em linhas gerais, essa categoria de serviço representa a garantia de acolhimento e segurança a todas as pessoas, independente de seu gênero ou orientação sexual. Os destinos chamados “gay-friendly” apoiam a comunidade, fazendo com que os turistas se sintam protegidos e não passem por situações de constrangimento e violência. 

Cabe ressaltar que, os locais que se encaixam nesse segmento também estão inseridos no mercado tradicional. Destinos como São Paulo, Paris, São Francisco e Cidade do Cabo oferecem turismo LGBTQIA+ e opções de passeios e atividades que contemplam casais e famílias da comunidade.

O que é Turismo LGBTQIA+? 

O Turismo LGBTQIA+ é um nicho do setor com foco na população LGBTQIA+ e engloba destinos, prestadores de serviços e estabelecimentos que apoiam a comunidade. Esse segmento oferta produtos turísticos que contam com preparo para atender e proteger essa população.  

O principal objetivo desse tipo de turismo é o respeito à comunidade, aspecto que em alguns destinos do setor tradicional não é priorizado. Alguns locais e atividades espalhados pelo mundo, por exemplo, ainda oferecem perigos e constrangimento ao público LGBTQIA+.

No Brasil, o Ministério do Turismo dispõe de um guia para ajudar profissionais do setor de viagens a atender bem os turistas da comunidade. No documento, o ministério traz um novo olhar com orientações sobre legalidade e conceitos básicos de identidade de gênero, sexo biológico e orientação sexual. 

Dentre as dicas fornecidas pelo guia está a forma de tratamento ao público, que deve ser com o gênero pelo qual ele se identifica e não pelo sexo de nascimento ou orientação sexual. O documento também sinaliza aos profissionais que, no Brasil, a discriminação contra pessoas LGBTQIA+ é crime passível a penas de três anos de reclusão e multa.

Nos locais considerados “gay friendly”, todas as pessoas são bem-vindas e tratadas de igual para igual, garantindo o respeito e a diversidade. Sendo assim, esse turismo oferece à comunidade a segurança, diversão e liberdade para aproveitarem as atividades turísticas.

Cabe ressaltar que o público LGBTQIA+ é um tipo de viajante que também pertence a outros recortes turísticos, como turismo em família, de luxo, terceira idade e aventura. 

Do ponto de vista do turista, conhecer esses destinos é uma garantia de segurança e de lazer. Esse conhecimento é tão importante quanto detalhes específicos da viagem como documentação necessária, língua, moeda, seguro viagem e outros aspectos. 

Principais destinos do turismo LGBTQIA+

Conhecidos por apoiar as pautas de diversidade e investir em eventos que abraçam o público LGBTQIA+, São Paulo, Paris, São Francisco e Cidade do Cabo fazem parte da lista de destinos imperdíveis para a comunidade. 

Em viagens internacionais, é essencial que o turista tenha atenção a alguns detalhes relacionados à documentação, moeda e até mesmo à compra de um chip de celular internacional. Este último item, além de ajudar o visitante a aproveitar as atrações em um novo país, também auxilia a ter um meio de comunicação para eventuais emergências.

Brasil: São Paulo

São Paulo é um dos destinos mais populares para o público LGBTQIA+ e muito famoso pela Parada do Orgulho LGBT que acontece todos os anos desde 1997. O evento é um dos maiores do mundo e em 2011 entrou para o Livro dos Recordes por reunir mais de 4 milhões de pessoas nas ruas da capital paulista. 

Conforme dados da Empresa Municipal de Turismo de São Paulo (SPTuris), a parada é um dos períodos mais quentes do turismo na cidade. Em 2019, o evento impactou em R$ 403 milhões localmente e gerou um volume 40% mais alto que do ano anterior, de acordo com a Prefeitura de São Paulo. 

Além da Parada do Orgulho, os turistas também encontram diversas atrações na cidade. Na Rua Augusta, por exemplo, há muitos bares, restaurantes e baladas para todos os públicos da comunidade. São Paulo também oferece o Museu da Diversidade Sexual, primeiro da América Latina com a temática de preservar o patrimônio social, cultural e político do público LGBTQIA+. 

França: Paris

Paris é frequentemente representada como uma cidade romântica e ideal para viagens em casal. Mas a cidade-luz vai muito além e oferece diversas atrações ao público LGBTQIA+.

Além da proteção e respeito, aspectos priorizados nesse tipo de turismo, Paris possui o bairro de Marais, localizado às margens do Rio Sena, onde os turistas encontram cafés, boates, restaurantes e hotéis voltados para a comunidade. 

Além disso, também é possível aproveitar a praia gay de St. Laurent d’Eze na Riviera Francesa, a Disneyland de Paris que promove eventos para esse público e a Parada do Orgulho que acontece sempre entre os meses de junho e julho na cidade. 

Estados Unidos: São Francisco 

São Francisco nos Estados Unidos marca a história pela luta dos direitos da população LGBTQIA+. A bandeira do arco-íris, destinada ao movimento, foi criada na cidade em 1978 pelo artista Gilbert Baker e o primeiro bairro declarado como gay também é de lá e se chama Castro. 

Com tamanha representatividade, a cidade é repleta de bares, restaurantes e boates voltados para a comunidade. Além disso, em São Francisco os turistas ainda podem visitar o GLBT History Museum, o Festival de Cinema LGBT Frameline e a Celebração do Orgulho em junho. 

África do Sul: Cidade do Cabo 

A Cidade do Cabo na África do Sul também é um destaque quando o assunto é acolhimento à comunidade. A região é conhecida pelo Cape Town Pride, festival anual que recebe milhares de turistas e celebra o orgulho LGBTQIA+. 

A vida noturna da cidade também é um dos atrativos para esse público, uma vez que conta com diferentes opções de bares, boates, restaurantes e outros espaços de lazer.

Advertisement

Agenda de Eventos Acontece

Taxa de câmbio

Taxas de câmbio USD: dom, 26 maio.

Advertisement

Advertisement

Categorias

plugins premium WordPress

You cannot copy content of this page