Joanna Amado de Freitas e Rosângela Capobianco
Fashion

Bom gosto brasileiro para vestir a América

Contabilidade
Sending
User Review
0 (0 votes)

Não é por acaso que existe a frase “A América é a terra das oportunidades”, pois quem vem a trabalho ou quem vem empreender, se tiver afinco, atingirá seus objetivos. Foi o que ocorreu com as cunhadas e hoje sócias Rosângela Capobianco e Joanna Amado de Freitas, que fizeram da paixão em comum pela moda um negócio próspero. Juntas criaram a Capo Couture, que vende roupas com o estilo da moda brasileira fashion nos Estados Unidos.

Joanna Amado de Freitas e Rosângela Capobianco. Juntas criaram a Capo Couture

A história das brasileiras
Rosângela nasceu em Minas Gerais, mas foi criada no Rio de Janeiro. Sempre foi ligada ao mundo dos esportes e também da moda. Formada em Educação Física, jogou futebol e fez parte da primeira geração de Board Body do Brasil. Sua relação com a moda também começou cedo, visto que sua mãe Rosinha Araújo foi dona de um ateliê no Rio, e Rosângela trabalhou em várias lojas durante a adolescência e aprendeu muito sobre esse mundo. Além disso, sempre acompanhou o trabalho da irmã Márcia Thomason, que foi modelo nos EUA. “Resolvi visitar minha irmã aqui, surfar no Havaí e aproveitar para assistir à Copa do Mundo de 1994 na Califórnia, onde minha irmã residia. Mas nessa vinda, parei em New York por uns dias, e foi paixão à primeira vista, sempre encontrava uma maneira de voltar. Então, em 96, resolvi estender a visita para aprimorar o meu inglês e minha residência aqui se tornou oficial, trabalhei para o Harry Cipriane, PT1 Communications e ING direct, passava finais de semana em Hamptons para pegar ondas em Montauk, onde conheci meu marido David Capobianco, nos mudamos para Seattle, onde residi por 12 anos, e tive meus dois filhos David e Darius”. Atualmente, Rosângela vive em Houston com a família.

Rosângela Capobianco

Joanna é carioca e desde bem jovem se apaixonou por moda, trabalhou com várias marcas em diversas posições no ramo. “Participei da abertura e gestão de butiques, trabalhei com grandes designers brasileiros e tive meu próprio ateliê de roupas com minhas irmãs. Pude acompanhar de perto a evolução do mercado de moda de luxo, desde a crescente demanda e necessidade, até a migração de designers de outros estados para o Rio, que hoje já estão consolidados com suas lojas próprias, até o patamar que estamos hoje, com o Rio de Janeiro sendo vitrine para o mundo. Há pouco mais de dois anos, resolvi mudar para os Estados Unidos. Meu marido já vivia na Califórnia há mais de 20 anos e nós vivíamos um relacionamento a distância. Até que em 2017, decidi me mudar para Miami com minha filha Giovanna, por ser um país com grandes oportunidades de estudos para ela e pela cidade possuir um mercado ainda em crescimento, uma ótima porta de entrada para marcas brasileiras.”
Marcelo Oliveira, marido de Joanna e irmão de Rosângela, também é sócio da Capo, e com sua formação e experiência, administra toda a parte financeira da empresa.

A ideia de montar um negócio
Há um ano, as cunhadas e agora sócias inauguraram a Capo Couture em Sunny Isles Beach. Joanna conta como surgiu a ideia de abrirem um negócio. “Minha sócia e eu somos duas apaixonadas por moda e com longa experiência no mercado. Junto a isso, tem o fato da moda brasileira ser referência para o mundo, com criatividade, qualidade e bom gosto inigualáveis. Através da Rosângela, que já vive nos Estados Unidos há mais de 20 anos, identificamos o GAP de marcas e designers de moda brasileira nos Estados Unidos. Tanto ela, que já vive fora há muitos anos, quanto eu, sempre fomos muito próximas do mercado e sentíamos falta da facilidade de comprar um produto de moda brasileira. Uma vez que identificamos esse espaço no mercado, partimos para o plano de negócio, analisando a fundo a ideia do projeto. Durante um ano, fomos lapidando o conceito, o formato e o que gostaríamos de trazer para o mercado americano. Nossa expectativa é nos tornarmos referência de moda brasileira nos Estados Unidos, o que vem acontecendo de forma orgânica”.

Joanna Amado de Freitas

Rosângela explica que apesar da animação dela e de Joanna, ambas trataram de fincar os pés no chão sem atropelos. Estudaram a viabilidade; procuraram um local; começaram de maneira simples, pois ainda precisavam conhecer melhor o mercado de Miami; iniciaram as obras, procurando manter sempre o controle financeiro com o mínimo risco. “Dizíamos que tudo seria feito com cautela e reconhecendo que seria um processo de aprendizado, afinal, a melhor escola é a da vida, se não tentarmos nunca saberemos se vai dar certo. E graças a Deus estamos aprendendo e crescendo”.

Joanna comenta sobre o mercado americano. “O mercado americano é enorme, mas também muito competitivo. Aqui, competimos com grandes nomes da moda mundial. Acho que tanto no Brasil quanto nos EUA, o segredo é fazer algo com amor. Nós somos verdadeiramente apaixonadas pelo que fazemos, participamos de tudo, entendemos do nosso segmento e tentamos criar um ambiente aconchegante para nossos clientes e trabalhamos com parceiros e designers com valores semelhantes aos nossos”.

Diferenciais
Ter um produto de qualidade e um bom ponto é o pontapé inicial para um negócio dar certo, mas, além disso, é preciso ter diferenciais para cativar o público, como explica Joanna. “Nós buscamos criar um ambiente participativo para nossos clientes. Participamos e promovemos eventos para estar cada vez mais próximas do nosso público e essa interação tem tido uma repercussão maravilhosa. Conhecemos nossos clientes e seus estilos próprios e muitas vezes conseguimos trazer peças específicas pensando em clientes específicos. Também oferecemos uma consultoria com sugestões de combinações e modelos. Para clientes especiais, oferecemos um serviço em domicílio, levando nossas peças para o conforto de suas casas”.

O bom gosto da moda fashion brasileira caiu nas graças não só de quem veio do Brasil e reside aqui, mas também das americanas e de pessoas de outros países. “Atualmente, o público da Capo é muito diversificado, pelo fato de a Joanna ser brasileira, casada com brasileiro e novatos em Miami, os relacionamentos de amizade inicialmente são de brasileiros, mas a loja se encontra em Sunny Isles Beach, em uma área frequentada por pessoas de diferentes países. Já na internet e pop-ups, a procura eu diria que é 60% de americanos”, explica Rosângela.

Eventos pop-ups
A criatividade também é um fator importante para quem quer vencer no mundo dos negócios, por isso, Joanna e Rosângela, além da loja física e da internet, apostam em eventos pop-ups que são realizados em outros locais. “A gente monta a Capo em um lugar onde haja um bom fluxo de clientes e para crescer em termos de visibilidade, como já fizemos na Feira do Faena (Brazil Fashion Forum), Kiki on the River e no evento beneficente no Hotel Hilton em Houston. Realizamos um evento privado na casa da Rosângela para apresentar a Capo a outros clientes, a amigos e a amigos de amigos em Houston e esse evento começou a crescer. Ele tem duração de um ou dois dias e era feito a cada quatro meses, mas os clientes começaram a pedir mais e mais e passamos a ir a cada dois meses. Estamos indo para o quinto evento e a procura está bem grande, tanto que antes de abrirmos a porta para começar, já há pessoas esperando, o crescimento está superando muito tudo o que esperávamos”.

Determinadas e incansáveis, Rosângela e Joanna já se preparam para mais um novo evento no estilo pop-up em Montana, no Club Yellowstone, no inverno, com data a ser definida.

Família das empresárias da Capo Couture: Giovanna Amado, Joanna Amado, Marcelo Oliveira, Nicholas Oliveira, David Capobianco e Rosângela Capobianco com o filho Darius Capobianco A importância da internet e das redes sociais
A internet e as redes sociais são aliadas de peso das empresárias brasileiras, pois, através delas, clientes podem conhecer a beleza e a elegância das peças e acessórios que a Capo Couture disponibiliza. Rosângela fala sobre a importância dessas ferramentas: “Somos abençoadas por estar vivendo essa era de internet, porque ela facilita muito a apresentação virtual do que é o produto, e com isso, este se torna muito mais acessível ao público que não pode estar fisicamente presente na loja, inclusive para aqueles que são de outros países. A internet é um cartão de apresentação incrivelmente eficaz”.

Serviço: capocouture.com, instagram.com/capocouture e facebook.com/capocouture.

Fotos: Flávio Iryoda
Direção: Antonio Martins
Produção: Ana Martins
Maquiagem: Rogelio Gonzales for
Red Market Salon
Cabelo: Mirian Caroline Hairstylist
Locação: Brazil Yacht Services

Comente

Clique aqui para comentar

Advertisement

Agenda de Eventos Acontece

Taxa de câmbio

Taxas de câmbio USD: sex, 24 maio.

Advertisement

Advertisement

Categorias

plugins premium WordPress

You cannot copy content of this page