Comunidade TV

Óbitos que chocaram o Brasil e o mundo

Sending
User Review
0 (0 votes)

No dia em que a morte do ator Paulo Gustavo, ícone do humor brasileiro completa um ano, relembre outros casos de óbitos que chocaram o Brasil e o mundo, dando margem até para a criação de teorias da conspiração

Completa um ano hoje a morte do ator Paulo Gustavo. O humorista, conhecido mundialmente pela trilogia “Minha Mãe é uma Peça”, faleceu aos 43 anos, vítima da Covid-19, após uma série de variações no seu quadro de saúde. E apesar do tempo e das diversas homenagens, uma delas feita pela São Clemente, escola de samba até então do grupo especial do Rio de Janeiro (a mesma foi rebaixada pela atuação ruim na avenida), a maioria das pessoas ainda não acredita que o pai, marido e ex-funcionário da Rede Globo de Televisão tenha partido. 

Diante disso, é possível lembrar até de forma irônica das teorias de que o cantor Elvis Presley forjou sua própria morte e está escondido aqui Argentina como um anônimo, o mesmo com Michael Jackson e outros tantos que, infelizmente, já se foram. A seguir, veja 5 mortes de famosos que ninguém acredita que aconteceram no Brasil e no mundo. 

1. Elvis Presley

No dia 16 de agosto de 1977, o mundo da música sofreu uma baixa inestimável com a morte de Elvis Presley. O Rei do Rock, que na época tinha apenas 42 anos de idade, foi encontrado sem vida em sua casa em Memphis, Tennessee. Segundo laudos médicos da época, a causa da morte foi uma parada cardíaca. 

Mesmo com o velório aberto ao público, tem gente que não acredita no falecimento de Elvis. Desde sua partida surgiram inúmeras teorias dizendo que Elvis não morreu, apenas forjou a morte. 

O motivo? Recomeçar longe da fama, sem holofotes e perseguição da imprensa. Alguns fãs trabalham com a hipótese de uma fuga de Elvis para o continente sul-americano, mais especificamente para a Argentina. No dia da morte, pessoas afirmam ter visto um helicóptero pousar em Graceland, a luxuosa mansão do cantor. 

Posteriormente, ainda no mesmo dia, argentinos relataram a presença de um avião Boeing na base militar de Palomar, que supostamente recebeu Elvis durante sua fuga. Uma vez em solo argentino, ele trocou de seu nome para John Burrows, com o intuito de viver no anonimato. 

2. Michael Jackson

Provavelmente, você lembra onde estava quando recebeu a notícia da morte do inigualável Michael Jackson, não é mesmo? O Rei do Pop faleceu no ano de 2009, em virtude de uma intoxicação por benzodiazepina e propofol, medicamentos que foram administrados de maneira perigosa por Conrad Murray, médico pessoal de Michael. 

Logo após a divulgação do falecimento, milhares de fãs correram para a porta da casa do cantor, em Los Angeles, para prestar as últimas homenagens. Em paralelo, diversas pessoas começaram a acreditar que aquilo não passava de uma farsa, dando força a teorias da conspiração. Michael Jackson estava afundado em dívidas, devendo cerca de 500 milhões de dólares. 

3. Princesa Diana

Princesa Diana, mais conhecida como Lady Di, morreu em agosto de 1997, em decorrência de um acidente de trânsito em Paris, capital da França. No entanto, teorias da conspiração não creem que o falecimento da princesa de Gales na Cidade Luz tenha sido acidental. Pelo contrário, existem diversas especulações envolvendo a morte. 

Uma das mais difundidas diz que a família real britânica teve ligação com a batida do carro. Afinal, na época do acidente, Diana estava divorciada do príncipe Charles e grávida de Dodi Al-Fayed, empresário egípcio. Conforme divulgado pela imprensa local, a realeza não queria que Di, mãe de William, um dos herdeiros do trono, tivesse um filho de origem muçulmana. 

4. Marília Mendonça

A passagem de Marília Mendonça é mais uma morte que ninguém acreditou quando recebeu a triste notícia. Afinal, a cantora era nova, tinha somente 26 anos, e não possuía nenhum problema de saúde aparente. E o modo do falecimento também chocou, pois Marília faleceu em um acidente aéreo a caminho da cidade de Caratinga (MG), onde ela realizaria um show.  

Além dela, outras quatro pessoas morreram com a queda do avião bimotor. De acordo com a Polícia Civil de Minas Gerais, o óbito aconteceu por conta do choque do avião com o solo, que desencadeou politraumatismo contuso nos passageiros do voo, incluindo Marília. 

5. Paulo Gustavo

A morte do ator Paulo Gustavo também abalou o Brasil. Jovem e cheio de energia, Paulo faleceu por complicações do novo coronavírus. Ele foi internado no dia 13 de março de 2021. Desde sua internação, viveu altos e baixos, com melhoras e pioras constantes no quadro de saúde.  

Até que no dia 4 de maio do mesmo ano, Paulo não resistiu e morreu em um hospital de alto padrão no Rio de Janeiro. As redes sociais foram inundadas com uma série de homenagens ao ator, que ficou amplamente conhecido por seus trabalhos na série 220 Volts e nos filmes Minha Mãe É uma Peça 1, 2 e 3. 

Bônus: 3 mortes bizarras 

A primeira delas ocorreu em 892. O viking escocês Sigurd Eysteinsson conseguiu o que tanto almejava: matar Máel Brigte, o rei celta de Moray. Para exibir a conquista, Sigurd decapitou seu adversário e desfilou com a cabeça amarrada em seu cavalo. Porém, o viking acabou se cortando com o crânio. Os cortes evoluíram para uma grave infecção, que culminou na morte de Sigurd Eysteinsson. 

O segundo caso é recente, de 2013, e aconteceu em Minas Gerais. Enquanto dormia ao lado de sua esposa, João Maria de Souza foi esmagado por uma vaca que caiu de um barranco e invadiu a casa através do telhado. João não resistiu à hemorragia interna e veio a falecer no hospital. 

Por fim, Adolf Frederick, rei da Suécia, também teve um fim pra lá de inesperado. Em uma noite do ano de 1771, Adolf fez um jantar com lagostas, chucrute, caviar e regado a champanhe. Na sobremesa, devorou cerca de catorze semlas, uma espécie de pão doce típico sueco. Porém, o monarca não sabia que essa seria sua última refeição, pois ele morreu na mesma noite. Existem duas hipóteses para o falecimento: intoxicação alimentar ou obstrução intestinal.  Sem dúvida, a morte é algo que pega a todos de surpresa e das mais diversas formas possível. Diante disso, é necessário aproveitar ao máximo a companhia do outro enquanto ele ainda está vivo para que, caso a sua hora chegue, rezar seja a nossa única opção. Homenagear com coroas de flores o seu ente querido pode ser uma boa, tudo depende de uma questão de gosto.   

Advertisement

Agenda de Eventos Acontece

Taxa de câmbio

Taxas de câmbio USD: dom, 25 fev.

Advertisement

Advertisement

Categorias

You cannot copy content of this page