Latam
EUA

Latam pede proteção contra falência nos Estados Unidos

Terça-feira, dia  26 de maio de 2020

Em comunicado oficial o Grupo Latam diz que “anuncia reorganização para garantir sustentabilidade no longo prazo”. A decisão inclui subsidiárias no Chile, Peru, Equador e Colômbia não terá impacto imediato nos voos de passageiros ou de carga segundo o comunicado.”Argentina, Brasil e Paraguai não estão incluídos no pedido de reorganização sob a proteção do Capítulo 11 da lei dos Estados Unidos.

O capítulo 11 é uma forma de falência que envolve uma reorganização dos negócios, dívidas e ativos de um devedor. Nomeadas após o código de falência dos EUA 11, as empresas geralmente arquivam o Capítulo 11 se precisarem de tempo para reestruturar suas dívidas. Esta versão da falência dá ao devedor um novo começo.

Veja o comunicado abaixo:

“Queremos que nossos públicos de interesse saibam que continuaremos operando conforme as restrições de viagem e a demanda permitirem, pagando nossos colaboradores, cumprindo obrigações em relação a benefícios e pagando fornecedores essenciais, além de respeitar os pontos LATAM Pass e as reservas de voos à medida que trabalhamos no processo de reorganização pelo Capítulo 11. O processo de reorganização financeira com base no Capítulo 11 oferece à LATAM uma oportunidade clara e estruturada de trabalhar com nossos credores e outras partes interessadas para reduzir nossa dívida e enfrentar os desafios comerciais que nós, como outros de nossa indústria, estamos enfrentando como grupo. Isso é muito diferente do conceito de falência em outros países e não se trata de uma liquidação. Nosso grupo vem compartilhando sua jornada com os povos da América Latina, prosperando em tempos de crescimento e se unindo para superar os momentos de adversidade. A LATAM sairá desse processo mais bem posicionada para servir a América Latina.”

“A LATAM continuará voando. Não haverá impacto nas operações de cargas ou passageiros, reservas, vouchers ou pontos do programa LATAM Pass”

https://www.youtube.com/watch?v=cy9KXGRnG14&feature=youtu.be

Clique no link acima para assistir ao vídeo em que o CEO do Grupo LATAM Airlines, Roberto Alvo explica o que isso significa para o futuro da empresa.

Foto: Reprodução Instagram do Airbus A320NEO