Destaques Economia

Investir em imóveis nos EUA pode garantir ótima rentabilidade

Sending
User Review
0 (0 votes)

Interessado deve sempre recorrer a um especialista em negócios imobiliários no mercado americano para apontar a opção que mais se encaixa

Os últimos cinco anos têm sido bastante promissores para investimentos no setor imobiliário nos Estados Unidos, especialmente em estados como Texas e Flórida. Superada a crise de 2008 que envolveu as duas maiores empresas de crédito imobiliário do país — Fannie Mae e Freddie Mac —, os negócios seguem hoje de vento em popa.

E o leque de ofertas é interessante inclusive para o investidor estrangeiro. São opções que vão da aquisição de cotas de fundos de investimento para construção de empreendimentos para locação, compra de propriedade multifamiliar para ter retorno com aluguel, gestão patrimonial de imóveis adquiridos nos Estados Unidos e até análise de cenários de compra e venda de propriedades.

O IBC – International Business Consulting é uma consultoria especializada em negócios imobiliários nos Estados Unidos que presta assessoria a investidores estrangeiros, especialmente brasileiros, que desejam adquirir propriedades para obtenção de renda.

Uma modalidade de investimento atrativa para pessoas que tenham capital de até US$ 1,5 milhão são os imóveis multifamiliares. Trata-se de prédios residenciais comprados por um investidor ou grupo de investidores com o objetivo de alugar todos os apartamentos. Algumas propriedades consistem em até duas unidades e outras podem possuir dezenas e até centenas.

Raul Pereira, sócio do IBC, ressalta que edifícios multifamiliares são tipicamente vistos por analistas como um risco relativamente baixo em comparação a outros investimentos. Segundo ele, a oferta é bastante variada e pode ter propriedades de residência dupla, também conhecida como duplex com duas unidades apenas, na faixa de US$ 300 mil a US$ 350 mil a pequenos edifícios de 12 apartamentos entre um milhão e 1,5 milhão de dólares. 

De acordo com Raul, o imóvel multifamiliar hoje apresenta um tipo de investimento que é à prova de recessão. Além da inadimplência baixa, ele aponta outras vantagens como benefícios tributários de declarar uma taxa mais alta de despesas no Imposto de Renda e bem como a valorização do imóvel girar em torno de 3% a 5% ao ano.

Outra vantagem elencada pelo empresário é a possibilidade do proprietário refinanciar o imóvel, dando a receita auferida com os aluguéis como garantia para pagamento do empréstimo. “O proponente pode financiar 100% do imóvel deixando 40% no banco e ficar com 60% para fazer novos investimentos. É um produto autorrenovável, porque o investidor pode comprar o terreno e construir em cima ou adquirir uma propriedade usada que necessite fazer pequenas reformas ou ainda optar por um imóvel pronto e totalmente funcional, que esteja gerando renda que é aceita pelos bancos como garantia”, explica.

Para Raul, o imóvel multifamiliar é uma opção de investimento interessante porque ele gera uma segurança jurídica para o investidor que não tem muita experiência no mercado financeiro americano, pois a compra desse tipo de empreendimento gera o título de propriedade no território americano. “Se eu quiser vender pelo preço que comprei ou se não deu certo a forma de administrar posso sair ou mudar o administrador, ou seja, gera um leque de oportunidades diferentes”, finaliza.

You cannot copy content of this page
X