News

Glossário astral: conheça os significados de termos da astrologia

Sending
User Review
0 (0 votes)

O signo solar, Lua, ascendente e casas astrológicas são alguns dos termos essenciais para a compreensão do mapa astral

Todo mundo, pelo menos uma vez, já viu um horóscopo em jornais, revistas ou na internet. Essa ferramenta astrológica é uma maneira rápida e simples de conhecer as principais previsões para determinado signo em um período de tempo. Mas, engana-se quem pensa que a astrologia se resume a isso. 

A sabedoria que estuda a posição dos astros no céu é repleta de aspectos que, quando bem explorados, podem trazer revelações sobre diferentes ramos da vida. No mapa astral, principal documento utilizado na astrologia, há diversos elementos e o entendimento de cada um deles é essencial para aproveitar melhor tudo o que o zodíaco tem a oferecer. 

Além dos signos solares e lunares, outros termos são comuns no mapa astral, como ascendente, casas astrológicas, Quíron, nodos lunares, planetas e planetas retrógrados. 

Signo solar

O signo solar é o mais popular do zodíaco, sendo ele a resposta quando alguém pergunta: “Qual é o seu signo?”. Esse aspecto pode ser obtido a partir da data e hora de nascimento de um indivíduo. Sendo assim, desconsiderando situações específicas, em que algumas pessoas podem vir à luz entre signos, quem nasce de 22 de dezembro e 20 de janeiro é do signo de Capricórnio, por exemplo.

O signo solar é indicado pelo Sol, astro que é o centro do Sistema Solar. A relação do protagonismo do Sol também é evidenciada no mapa astrológico. Segundo a astróloga Cláudia Lisboa, esse aspecto fala sobre individualidade, essência, personalidade e capacidade de autoafirmação. 

Signo lunar

O signo lunar é representado pela Lua, satélite natural da Terra. De acordo com a astróloga, para saber a posição desse aspecto no mapa astral, é preciso da data e do horário no momento exato do nascimento de uma pessoa.

Enquanto o Sol simboliza a individualidade, a Lua traz noções sobre sensibilidade, emoções e humor. A partir da posição desse astro no mapa, é possível saber como um indivíduo interage com os outros e a forma como expressa seus sentimentos. 

Ascendente 

O ascendente, ao lado do signo solar e signo lunar, é um dos pilares da astrologia. Segundo a astróloga Cláudia Lisboa, este é o signo que estava nascendo no horizonte, a leste, no momento do nascimento de uma pessoa. 

Ainda de acordo com Cláudia, é esse aspecto que representa a espontaneidade. Sendo assim, ele funciona como um complemento do signo solar e mostra como a pessoa se mostra ao mundo. 

Casas astrológicas

As casas astrológicas são, segundo a astróloga, 12 setores do mapa astral que representam várias áreas da vida. Entre os assuntos que elas podem tratar estão relacionamentos, trabalho, finanças e família. 

No interior de cada casa astrológica posicionam-se signos e planetas que podem variar de pessoa para pessoa, dependendo do dia, hora e local do nascimento. 

Nodos lunares

Os nodos lunares são aspectos pouco conhecidos, mas essenciais para a astrologia. Conforme explica Cláudia Lisboa, são pontos virtuais que representam os momentos de encontro da órbita da Terra ao redor do Sol e o da órbita da Lua ao redor da Terra. 

Os nodos lunares são pontos opostos, sendo um norte e sul. No Oriente, os nodos lunares são chamados de Cauda e Cabeça do Dragão e possuem significados diferentes entre si. 

O nodo lunar sul ou Cauda do Dragão, conforme pontua a astróloga, representa a bagagem que cada pessoa traz do seu passado e a sua ancestralidade. Já o nodo norte ou Cabeça do Dragão aponta os aprendizados que cada indivíduo deve desenvolver para alcançar a evolução. 

Quíron

Quíron é um aspecto astrológico alvo de muitas interpretações na astrologia. Para Cláudia Lisboa, isso ocorre, pois esse elemento é um asteroide novo, descoberto em 1977, e ainda recente em termos de pesquisas. 

Para a astróloga, Quíron no mapa astral representa um ponto fraco, como o “calcanhar de Aquiles” de uma pessoa. Sendo assim, ele simboliza uma ferida que precisa ser curada. 

Planetas 

Os planetas do sistema solar também são utilizados na astrologia. Mercúrio, Vênus, Marte, Júpiter, Saturno, Urano, Netuno e Plutão estão posicionados no mapa astral e, segundo Cláudia, são responsáveis pela manifestação da potência de cada signo. Ou seja, é por meio desses astros que a energia emanada pelos signos consegue fluir e ganhar força. 

Para simplificar o significado dos planetas na astrologia, a astróloga compara os astros a uma roupagem, com a qual os signos se vestem. No mapa, os planetas se posicionam em relação às casas astrológicas e aos signos, podendo influenciar cada um deles. 

Planetas retrógrados 

Os planetas presentes no mapa astral podem sofrer alterações e ficarem retrógrados. Esse episódio pode ser visualizado tanto no mapa natal quanto no mapa de trânsito e ocorre em períodos específicos, dependendo da órbita de cada um. 

Segundo Cláudia Lisboa, todos os astros podem sofrer retrogradação, exceto o Sol e a Lua. Esse termo refere-se ao fenômeno em que os planetas estão revertendo suas rotas, andando para trás. 

Para a astrologia, quando ocorre uma retrogradação nos astros, é necessário rever os passos, se atualizar e repensar as atitudes para evitar conflitos. Ainda de acordo com a astróloga, é a oportunidade ideal para resolver mal-entendidos do passado.

Advertisement

Agenda de Eventos Acontece

Taxa de câmbio

Taxas de câmbio USD: ter, 7 fev.

Advertisement