News

Farmacêutico americano danificou 570 vacinas

O farmacêutico Steven Brandenburg, do estado americano de Wisconsin, nos Estados Unidos, confessou ter, propositalmente, danificado 570 doses de vacinas contra a covid-19, de forma a torna-las ineficazes. Ele pode ser condenado a até 10 anos de prisão e ter que pagar multa de cerca de US$ 250.000.

Segundo a confissão feita ao Departamento de Justiça do Distrito Leste de Wisconsin,  Steven Brandenburg  retirou 57 frascos da vacina Moderna do armazenamento refrigerado, sabendo que isso as tornam inutilizáveis. Cada frasco continha 10 doses individuais da vacina, contabilizando um total de 570 doses.

A vacina da farmacêutica Moderna precisava ser mantida em temperaturas de -25ºC a -15ºC. Após ter certeza de que o conteúdo dos frascos estava danificado, Brandenburg recolocou as vacinas no armazenamento para que elas fossem usadas na campanha de vacinação no Estado. Brandenburg trabalhava no turno da madrugada, na noite de 24 e 25 de dezembro, quando cometeu o crime. 

Brandenburg foi descoberto após comentar com colegas que não acreditava em vacinas e era adepto de teorias da conspiração. O farmacêutico foi preso após uma investigação federal.

“A adulteração de doses de vacina em meio a uma crise de saúde global exige uma resposta forte, conforme refletido pelas graves acusações que os Estados Unidos trouxeram hoje”, disse o procurador-geral adjunto em exercício Brian Boynton da Divisão Civil do Departamento de Justiça.Farmacêutico americano confessa ter danificado 570 vacinas

You cannot copy content of this page