Foto: pxfuel.com
Cecilia Magalhães Pets Turismo

Dicas para viajar com seu pet com segurança

Após um ano de acontecimentos inesperados e inimagináveis com a pandemia de Covid 19, tivemos que aprender a lidar com a saudade e a distância dos nossos entes queridos. A solidão tomou um espaço muito grande nos nossos corações. E nesta fase muitos de nós, se já não tínhamos, adquirimos um amor incondicional de 4 patas. Que conforto!

Agora, com os números de casos da corona vírus baixando, tanto no Brasil como nos EUA, e com a chegada das festividades de final de ano, está borbulhado dentro dos nossos corações o desejo de viajarmos para encontramos nossos amigos e familiares. E sem dúvida temos que incluir os nossos “filhos” peludos.

Vamos então a pergunta que mais tenho escutado recentemente, e como proceder: Como viajar com meu pet com segurança e evitar surpresas indesejadas?

Cada caso é um caso, mas existem muitas regras que podem ser utilizadas em todas as viagens. Algumas são:

• Mantenha sempre em dia as vacinações do seu pet. Alguns países, como o Brasil, só exigem que o animalzinho tenha a vacina antirrábica em dia. Caso o seu pet tenha menos de 90 dias de idade, ele não necessita ser vacinado, mas caso você tenha deixado expirar o prazo de atualização vacinal, haverá necessidade de esperar 21 a 30 dias antes do seu peludinho poder viajar. Atenção, alguns países exigem outras vacinas. Importante sempre checar com antecedência;

• Os pets podem viajar dentro da cabine do avião se você comprar uma passagem para ele que normalmente começa por $150.00 dólares. De graça, só se forem pets de serviço ou ESA (“emotional support animal”), em voos saindo ou chegando aos EUA. Para o pet que não é de serviço ou de suporte emocional, entre em contato com a companhia aérea com antecedência e tenha certeza que há espaço disponível no voo desejado, pois a quantidade de pets em cada voo é limitado. Cada companhia possui documentação que deve, em geral, ser preenchida pelo responsável, médico e veterinário;

• Treine o seu pet a viajar numa bolsa ou caixinha de transporte. É seguro e confortável para ele. Mesmo viajando de carro, mantenha sempre o seu pet dentro de uma caixa de transporte, um “crate”, ou use assentos próprios para pets com cinto de segura. Isso diminui a possibilidade de acidentes e distrações. Sempre caminhe o seu pet na coleira e guia no aeroporto ou paradas de banheiro;

Foto: pxfuel.com

• Não existe medicamento para manter o seu pet “tranquilizado” por várias horas mas tem alguns medicamentos que podem ajudar seu pet a lidar com o estresse da viagem. Fale com o seu veterinário.

Dicas básicas para viagem ao Brasil com seu pet:

• Verifique se a vacina antirrábica está em dia;

• Faça a reserva do seu pet na companhia aérea e confira as exigências;

• Marque consulta com o seu veterinário. Confira se ele é registrado no USDA e VEHCS para poder preencher os documentos exigidos pelo Brasil e manda-los eletronicamente para aprovação pelo Ministério de Agricultura Americano. Este processo leva em média 48 horas;

• Durante a visita ao seu veterinário, o seu pet devera ser vermifugado e receber tratamento contra pulgas e carrapatos;

• Agora é só imprimir o documento e mantê-lo a mão com o documento de vacinação, que pode ser pedido a qualquer hora;

Boa viagem, boas festas e um excelente Ano Novo!

Por Dra. Cecilia Magalhães
Médica veterinária há 39 anos. Atende em domicílio. E-mail: info@vethomeexpress.com | vethomeexpress.com | (954) 243-0269 | facebook.com/vethomeexpress | instagram.com/vethomeexpress/

You cannot copy content of this page