News

Caso “Viúvo do Twitter” acende discussão sobre impacto da traição

Sending
User Review
0 (0 votes)

O psicólogo Fábio Borba discute as consequências da quebra de confiança em relações amorosas a partir do mais novo viral da Internet

Quem abriu as redes sociais esta semana deve ter visto o mais novo viral: “a traição do “viúvo do Twitter”, exposta pela própria amante. Bruno Baketa costumava publicar cartas de amor à esposa que faleceu de morte súbita em seu perfil, mas ao que tudo indica, traía ela no período em que a mesma esteve doente.

Entre muitas questões, o caso acendeu a discussão sobre o forte impacto das traições entre todos os envolvidos. “A traição envolve quebra de confiança e violação das expectativas emocionais e sexuais estabelecidas entre as partes envolvidas. Ela pode ser definida como a violação de um acordo implícito ou explícito de exclusividade emocional, física ou sexual entre os parceiros”, explica Fábio Borba, psicólogo com especialização em relacionamentos. 

De acordo com o psicólogo, existem diferentes tipos de traições que podem ocorrer dentro de um relacionamento. Além da infidelidade física, como ter um caso extraconjugal, também pode haver traição emocional, quando uma pessoa investe energia emocional em outra fora do relacionamento, como o caso de Bruno com a suposta amante. 

“Traição financeira, onde um parceiro mente sobre informações financeiras importantes, e traição virtual, que envolve interações e envolvimento emocional/sexual online, também são exemplos”, frisa o profissional.

As consequências da traição podem ser devastadoras para ambas as partes envolvidas. “Para o parceiro traído, pode levar a sentimentos intensos de abandono, perda de confiança, dor, raiva, ingratidão, tristeza, medo, mágoa e muitas vezes afetar sua autoestima passando a desconfiar de todos e até de si mesmo(a)”, ressalta Fábio Borba. A confiança e comunicação também são abaladas, o que pode dificultar a reconstrução do relacionamento.

“Em alguns casos, pode causar um isolamento afetivo e levar isso para outros novos relacionamentos. É natural ouvirmos que depois de muito tempo ainda vem em lembranças de flashbacks da traição”, diz ele. O profissional ainda afirma que há consequências também para quem foi infiel. No caso de Bruno Baketa, por exemplo, podem ter surgido sentimentos de culpa, remorso e arrependimento.

É necessário cuidar das expectativas no caso da “outra pessoa” envolvida no relacionamento. Assim, aprendemos a lidar de maneira saudável com as consequências desafiadoras que a traição pode trazer e para as promessas feitas que amantes podem receber. É importante olhar para situações palpáveis, que representam exatamente o status que a pessoa se encontra se relacionando e não fantasiar mais do que recebe.

Por fim, Fábio Borba explica que é necessário olhar para ambas as partes envolvidas da relação, para lidar com a traição de forma mais leve e saudável possível para o casal. É importante ressaltar que cada relacionamento é único, e as consequências da traição podem variar de acordo com os valores, crenças, compromissos e os acordos estabelecidos pelos envolvidos. 

“Por mais desconfortante que possa parecer, em meio à complexidade do amor, tanto aquele que trai quanto aquele que é traído merecem o entendimento e o auxílio compassivo, pois em suas dores e fragilidades encontramos a oportunidade de crescer juntos”, diz o profissional.

A busca por orientação profissional, como a terapia de casal, pode ser uma opção valiosa para ajudar a lidar com as emoções e explorar a possibilidade de reconciliação ou término saudável, dependendo do caso.

“Um relacionamento amoroso é uma união entre duas pessoas baseada em sentimentos profundos, comprometimento mútuo e confiança. Envolve um vínculo emocional íntimo, apoio e uma conexão romântica e sexual, olhar para aspectos como: insatisfação emocional ou sexual; falta de comunicação; entender o que é intimidade e olhar para a rotina dentro do relacionamento são elementos que devem ser cuidados”, finaliza Fábio.

Sobre o autor: psicólogo clínico, formado pelo Centro Universitário São Camilo e Pós-Graduado em Gerontologia, Sexualidade Humana com Atualização em sexualidade, identidade de gênero e orientação sexual pelo Instituto de Psiquiatria – HCFMUSP, Aprimoramento em Terapia de Casal e Relacionamentos com trabalhos realizados na área da psicologia social, sexualidade e psicoterapia.

Informações à imprensa – Fábio Borba

Alexandre Poletto (11) 9 3932-2834  
alexandre@polettocomunicacao.com.br

Mayara  Rodrigues (11) 9 8526-1920
mayara@polettocomunicacao.com.br    

Nicoly Bastos (15) 997221811
nicoly@polettocomunicacao.com.br

Advertisement

Agenda de Eventos Acontece

Taxa de câmbio

Taxas de câmbio USD: ter, 18 jun.

Advertisement

Advertisement

Categorias

You cannot copy content of this page