News

Alugueis em alta na Europa

Contabilidade
Sending
User Review
0 (0 votes)

Ficar em casa pode não ser mais uma boa alternativa para economizar. Sem motivo aparente, mas presumível, os preços estão em alta que vão de 10% a 75% dependendo da cidade, dentre elas as capitais europeias.

A elevação dos valores de alugueis estão prejudicando pessoas com renda fixa, principalmente porque as empresas, muitas em situação de risco iminente, não podem aumentar o pagamento dos trabalhadores.

Este fator vem levado aos locatários ou arrendatários a verem seu orçamento familiar comprometido, sendo obrigados a abrir mão de conforto e, principalmente, alimentação.

O Índice de Preços da Moradia Global do Fundo Monetário Internacional (FMI) avaliou 60 nações. O reflexo de alta indica que a baixa taxa de juros contribuiu para este “boom” na habitação.

O FMI analisou que interrupções na cadeia de abastecimento, principalmente materiais de construção, provocou uma redução na oferta e, por conseguinte, aumento dos preços. Componentes e nanochips também foram afetados com as interrupções nas fábricas motivadas pelo lockdown e, por conseguinte, falta de produtos essenciais. Todos economistas e administradores sabem que, na falta de um produto no mercado, o preço irá se elevar.

Muitos portugueses que vivem de arrendamento estão assustados com a alta, principalmente na capital. Dizem que imóveis que custavam € 500 ao mês foram para €600 ou €650, principalmente rés-de-chão. O problema é que, neste mesmo período, o salário médio não subiu. Mas, mesmo com o aumento, poucas são as ofertas, portanto, ou se paga o que pedem, ou se muda para bairros afastados.

Gregório José
Jornalista/Radialista/Filósofo
Pós Graduado em Gestão Escolar
MBA em Gestão Pública

Advertisement

Agenda de Eventos Acontece

Taxa de câmbio

Taxas de câmbio USD: qui, 18 abr.

Advertisement

Advertisement

Categorias

plugins premium WordPress

You cannot copy content of this page